sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Sem espaço no futebol amador de Bauru centroavante se destaca na região

Por Juliano Gomes
Visibilidade fez o jovem centroavante trocar os gramados bauruenses pelo da região
Foto: Arquivo Pessoal

Com experiência de sobra e destaque por onde passa, centroavante ganha destaque no futebol amador regional e vira ídolo em clube de Agudos.

Aos 28 anos, Fernando Henrique Godoi, centroavante, vive seu grande momento atuando no futebol amador da cidade de Agudos, após ganhar vasta experiência em Bauru e passar por diversos clubes, sempre com destaque e balançando as redes adversárias.

O início da trajetória de Fernando, conhecido nos gramados por Nando, foi no Expressinho FC, passando por clubes como Porto FC, Milan FC, Lázio, 100% Nove de Julho FC, Grêmio Água da Grama, SE Estrela, dentre outros. 

Na temporada atual, Nando defendeu o Borborema AC na disputa da primeira divisão da Liga Bauruense de Futebol Amador, deixando a equipe com a competição em andamento por falta de acordo com a diretoria. Na ocasião, o centroavante havia disputado cinco partidas marcando sete gols.

Nando (à esq) ao lado de seu irmão e parceiro de futebol Fabrício, o "Bi"
Foto: Arquivo Pessoal

Paralelo a disputa do amador bauruense, Nando também disputa a segunda divisão do futebol amador de Agudos, onde defendeu na temporada passada a equipe do PSG e nesse ano defende o rival América. O fato curioso e que mesmo defendendo o rival, Nando se tornou ídolo do clube agudense onde recebeu das mãos do presidente Thiago uma camiseta personalizada com seu nome.

O aleta comentou como é atuar fora de Bauru, especificamente em Agudos. "Ah!, jogar o amador de Agudos é bom, porque eu queria buscar novas experiências, aí surgiu a oportunidade e agarrei, foi quando apareceu o PSG que abraçou a causa comigo e me recebeu de braços abertos", comentou e enfatizou, "Eu virei artilheiro isolado do time".

Acerto com o rival

Após atuar por uma temporada com a camisa do PSG no ano de 2016 ao lado de seu irmão, Nando explicou o motivo que o levou a defender o rival m 2017. "No começo do ano fui para o rival América, pois queria atuar com meu irmão, o Fabrício (Bi), queria jogar o amador de lá com ele ao meu lado", disse sem esconder a tristeza de deixar o clube que o recebeu em sua primeira experiência regional, "Fiquei triste por ter saído do time que me abiu as portas", concluiu.

Nando com a camisa 11 em lance de ataque pelo América da 2ª divisão de Agudos
Foto: Arquivo Pessoal

Sem chances de avançar na competição com o América, Nando já nos adiantou o acerto de seu retorno ao clube que foi vice-campeão em Borebi e deixou claro o desejo de levar o irmão para continuarem atuando juntos. "Graças a Deus depois de muita conversa eu estou de volta e, espero contar com meu irmão na equipe. PSG, voltei!" comenta entusiasmado, aproveitando para agradecer ao presidente da equipe "Obrigado Thiago por tudo o que tem feito por mim, estamos junto!" finaliza.

Com maior probabilidade de visibilidade, o centroavante falou o motivo que o levou a deixar o amador de Bauru. "Não por falta d time e sim porque quero jogar em outros times e ser reconhecido" pondera.

Em sua primeira temporada no futebol amador de Agudos, Nando balançou as redes mais de 20 vezes, o que é considerado um ótimo número pelo equilíbrio e nível técnico da competição.

2 comentários:

  1. Kkkkkkk , não tem nenhum gol no amador de agudos e foi retirado do time por indisciplina .

    ResponderExcluir
  2. O futebol e mt relativo as vezes o jogador nao se adaptou ao time ou as vezes a formação do time nao encaixou nao podemos julgar um jogador por 2 partidas erros acontece mais nada tira que o atleta seja bom, o ano de 2017 nao começo so no campeonato vem des de janeiro sendo assim amistosos sendo assim creio que o dono da pagina deve ter consutado o presidente do psg que em seu caderno anotado os gols de cada atleta e tbm sobre o desempenho do time comentário inútil esse nao podemos julgar o livro pela capa. Parabens a reportagem e ao atleta

    ResponderExcluir