Parceiro

Esporte e Saúde #15 - Benefício das atividades em doenças crônicas




A prática de atividade física melhora a depressão em pacientes com doenças crônicas, que, muitas vezes, são acompanhadas por sintomas depressivos.

Isso aumenta o risco de mortalidade por causa da queda da capacidade física, causada pelo sedentarismo e o agravamento de problemas ortopédicos.

Mesmo os pacientes com sintomas leves ou moderados de depressão, estão associados às restrições de atividades sociais e recreativas do dia a dia. O tratamento habitualmente usa medicamentos, porém sua eficácia está sendo questionada principalmente naquelas pessoas com sintomas depressivos moderados ou intensos.



Vou destacar abaixo mais algumas doenças que podem ser prevenidas com a prática de atividade física:

  • Diabetes: De acordo com os especialistas, o aumento da gordura localizada, em especial na região abdominal, é uma das razões que levam ao quadro de rigidez a insulina. Sendo assim, uma das melhoras formas de se prevenir contra o diabetes é equilibrar uma alimentação adequada a prática regular de exercícios físicos;


  • Pressão Alta: Pessoas sedentárias obrigam o coração a realizar um maior esforço, pois o músculo cardíaco necessita realizar mais pressão para que o sangue percorra o corpo todo, elevando a pressão arterial. A atividade física não só diminui a pressão, como ainda auxilia na prevenção contra o surgimento de outras patologias, uma vez que aumenta a resistência e capacidade cardiovascular;


  • Osteoporose: Os exercícios contribuem para a formação de massa óssea, pois previnem o desenvolvimento da osteoporose. A atividade física favorece a fixação de cálcio, o que é imprescindível para evitar a doença, visto que ela pode ser ocasionada pela progressiva descalcificação;


  • Ansiedade: A ansiedade pode desencadear uma série de transtornos como: preocupação excessiva, medo, falta de controle, tensão permanente, dentre outros. Esses sintomas podem ser intensificados por conta do sedentarismo, pois ocorre uma interdição da produção de endorfina, neurotransmissores que propiciam uma sensação de bem-estar.  As pessoas que praticam exercícios físicos conseguem conviver e lidar melhor com a ansiedade, e ganham mais produtividade.

  • Estresse: O primeiro passo é colocar roupa de ginástica e investir em exercícios vigorosos, algumas horas por semana de atividade física vigorosa contribuirão para um menor desgaste cerebral decorrente do estresse. 

  • Pânico: Pessoas com síndrome do pânico apresentaram melhoras significativas dos sintomas principalmente com exercícios aeróbicos todos os dias, o benefício ocorre por conta da liberação de hormônios como a endorfina, que tem efeito calmante sob o organismo. 

Enfim, nada de ficar em casa triste, procure uma atividade que te satisfaça, traga alegria e bem estar, seja bem vindo a uma vida mais saudável!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.