Parceiro

Com expulsões e gols decisivos, Complexo vence Corinthians em jogo movimentado no Jardim Bela Vista

Postado em 08 de abril de 2014, terça-feira, às 20:13

Foto: Edielson Pereira/TNRB

Complexo Mary Dota e Corinthians voltaram a se enfrentar pela Liga Bauruense de Futebol Amador na tarde do último domingo (06/04) pelo complemento da 5ª rodada da 1ª divisão.

Na última vez que se enfrentaram, ambos estavam na disputa da segunda divisão no ano de 2013 e tinham como objetivo em comum o acesso à divisão de elite nesta temporada. 

Na ocasião, a partida valeu o acesso e o Complexo Mary Dota derrotou o time alvinegro pelo placar de 3x0 e avançou na referida competição. Posteriormente, o time da Vila Nova Esperança foi convidado pela entidade para compor o quadro dos vinte principais clubes da sua divisão principal.

Porém, contando com alguns ex-jogadores do time da Zona Leste em seu atual elenco, o Corinthians lutou, brigou, correu atrás mas não conseguiu vencer o adversário, que em dois decisivos ataques na partida, matou o oponente, venceu mais uma e subiu na tabela de classificação.

Nos primeiros 45 minutos, o time corintiano foi mais ofensivo e apresentou maior volume de jogo que o Complexo. Tanto que Adriel, um dos destaques no jogo, infernizou a zaga adversária.

Com 17 minutos, o camisa 11 avançou pelo lado esquerdo, jogou entre as pernas do zagueiro Michel e passou entre dois marcadores. Com a bola dominada, o atacante invadiu a área em diagonal com gol e finalizou pra fora, chutando a bola por cima do gol e desperdiçando ótima chance de abrir o placar.

Contudo, aos 27 minutos, o Complexo Mary Dota começou a mudar a história do jogo quando Murilo, do lado esquerdo do meio-campo chutou de pé direito diretamente no gol com efeito e marcou um golaço, que contou com a falha do goleiro Bolinha, que não conseguiu segurar a bola. 1x0 Complexo.

Aos 33, a melhor chance de gol do jogo foi desperdiçada. Adriel foi lançado próximo a linha de fundo pelo lado esquerdo da área e foi derrubado por Michel, que deu sobrecarga na marcação ao oponente. O árbitro Benedito Braz Pereira marcou pênalti e amarelou o camisa dois do time predominantemente rubro-negro.

Na cobrança, o camisa nove Biril bateu com força tentando tirar o goleiro Gui da jogada e acertar o ângulo direito do arqueiro, e acabou chutando pra fora.

No segundo tempo, a partida ficou truncada. O Corinthians fez diversas substituições na tentativa de buscar o empate enquanto o Complexo arriscava-se em conta-ataques puxados por Renatinho e Lucianinho, e que esbarravam em sua maioria na boa marcação da dupla de zaga corintiana, formada por Stevan e Daniel.

Foto: Edielson Pereira/TNRB

Logo com dois minutos de bola rolando, Michel fez falta próximo a linha de fundo pelo lado direito da defesa e recebeu o segundo cartão amarelo de Braz, consequentemente recebeu também o cartão vermelho e deixou o campo mais cedo que o esperado.

Com um a mais em campo, o time alvinegro pressionava e tentava infiltrar na defesa do adversário, que barrava toda e qualquer investida de ataque do time do Corinthians.

O tempo foi passando e a aflição foi tomando conta de ambas torcidas e principalmente dos jogadores em campo, que não conseguiam esconder seus nervosismos.

Ainda durante a etapa, Matheus do Complexo e Cerezo, que havia entrado no segundo tempo pelo lado do Corinthians, também foram expulsos de campo.

Quando a vitória pela contagem mínima já estava sendo cravada como certa, Nego recebeu lateral cobrado pelo lado esquerdo, dominou a bola, passou pela dupla marcação adversária e avançou livre por todo o campo de ataque do Complexo, num lance que inicialmente não tinha muitas pretensões.

O camisa três invadiu a área, fintou o goleiro Bolinha e com o gol totalmente aberto, bateu para o fundo da meta decretando a vitória de sua equipe em 2x0, aos 43 minutos de jogo.

Com esta vitória, sua terceira na competição, o Complexo chegou a nove pontos na 1ª divisão e ocupa a 6ª posição do grupo A e a 8ª colocação da classificação geral, com 60% de aproveitamento.

Já o Corinthians, perdeu pela segunda vez seguida e chegou ao seu terceiro jogo consecutivo sem triunfar. Com sete pontos somados, o Timão bauruense figura na 4ª posição da chave B e na 10ª colocação do campeonato.

Na rodada seguinte, o time comandado pelo técnico Eduardo Cury voltará a campo para enfrenar o Santa Cândida na partida de fundo do distrital Jose Spetic Filho, enquanto o Complexo Mary Dota jogará diante do Boca Juniors, às 15:30 novamente no Horácio Alves Cunha.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.