PESQUISE

Estreante marca, Gaspa se impõe e vence São Francisco na estreia da Copa SEMEL


Meia Buiú puxando contra-ataque para o time do 100%
Foto: Edielson Pereira/TNRB

A estreia foi tranquila. Vice-campeão na temporada passada em parceria feita com a Desportiva Mary Dota, o 100% Gasparini estreou em 2016 na 6ª edição da Copa SEMEL vencendo o São Francisco pelo placar de 3 a 1.

A partida aconteceu no distrital Nelson Reginato do Canto e foi arbitrada por Rogerio Gustavo Garcia, que foi auxiliado por Fernando Américo Vasconcelos e Vinicius Rocha Santos.

Escalado pelo técnico Guina, o Gaspa entrou em campo com muita festa da torcida “Terra do Nunca”, presente no distrital do Redentor.

Contudo, o batuque da torcida durou poucos minutos por conta do início “frio” que teve a partida. O Gasparini tocava bastante a bola e explorava jogadas nas duas pontas com seus laterais Luquinhas e Ramos.

O São Francisco porém, respondia em velocidade, conseguia tramar algumas boas jogadas no setor ofensivo mas pecava na hora do arremate. A falta de entrosamento da jovem equipe comandada pelo técnico Joãozinho, foi que determinou o clima da partida.

Mais técnico que seu adversário, o 100% abriu o placar com o estreante meia Lucas Silva, aos onze minutos. Ricardo Canela tentou jogada individual na intermediária e adiantou demais a bola. Lucas apareceu ao seu lado, salvou o lance ao dar linda finta de pé direito em Eliseu Curimbaba e da entrada da área finalizar de pé esquerdo, firme, sob o goleiro João para fazer um a zero.

Aos 24, Ricardo Canela, fulminante em bola aérea, subiu atrás da marcação do São Francisco e de cabeça aproveitou com perfeição cruzamento vindo da esquerda para anotar o seu primeiro gol na temporada e o segundo do 100% Gasparini.

No final da etapa, aos 43, Eliseu assustou a meta do 100% depois de cobrar falta pelo lado esquerdo de ataque e acertar o travessão do gol defendido por Dida.

Na segunda etapa, o jogo ficou morno. Poucas oportunidades de gols foram criadas por ambas as equipes que começaram a errar mais passes.

Eis que aos 32 minutos, Buiú fez boa tabela com Guilherme, avançou até a linha de fundo e cruzou forte para o meio da área onde apareceu Renato Anacleto para desviar de carrinho e aumentar o marcador em favor do Gasparini.

Com o placar construído, a equipe deu aquela relaxada natural. Bom para o São Francisco, que apertou a marcação e começou a ditar o ritmo nos minutos finais.

Equipe do Gasparini em lance de ataque
Foto: Edielson Pereira/TNRB

A pressão surtiu efeito quando aos 39 minutos Elias fez o gol do São Francisco. Aos 42 o time quase marcou de novo em bela cobrança de falta executada por Ruan, que obrigou Dida a espalmar a bola na trave e evitar o segundo gol oponente.

Renato Anacleto ainda quase marcou de novo em boa jogada individual que acabou em finalização por cobertura que saiu pela direita da meta de João. Mas o placar não sofreu mais alteração e estreia foi mesmo de vitória para o tricolor do Núcleo Gasparini.

“Primeiro jogo é muito complicado, fizemos poucos amistosos. Nós montamos o time e acabamos perdendo duas peças que foram o Tobias e o Marcelinho (Marcelo Pinheiro) e estamos tentando repor para o começo do campeonato. Montamos um time bom, forte, e os jogadores tiveram que fazer algumas mudanças (no jogo) por causa do cansaço. Mas nós conseguimos os três pontos que foi o mais importante para equipe e vamos nos arrumando durante a semana.”, disse Mangaba, auxiliar técnico de Guina no Gasparini, ao final do duelo.

“Primeiramente temos que parabenizar o Gasparini que foi melhor que a gente. Nós acordamos somente depois que levamos o segundo gol e aí fica duro depois correr atrás. O time só se encontrou no segundo tempo com uma mexida ou outra que fizemos. Mas é só o primeiro jogo e a gente tem chances nas próximas rodadas. Temos que se reabilitar porque cada jogo aqui é importante e a gente não pode perder ponto porque o intuito nosso é classificar entre os oito.”, declarou o técnico Joãozinho, do São Francisco.

Com a pontuação zerada, o SANFRA aparece na 14ª posição da classificação enquanto que o Gasparini, com três, é o 5º colocado.

Na rodada seguinte, o 100% fará sua estreia em casa, no distrital José Carlos Galvão de Moura ao encarar às 10:10 a Desportiva Mary Dota (parceira de vice-campeonato da temporada passada) enquanto o São Francisco jogará diante do Grêmio Nova Bauru no mesmo distrital às 08:10.

Escalações:

São Francisco FC: 1 – João, 2 – André (13 – Biel), 3 – Rafael (16 – Fabricio), 4 – Eliseu Curimbaba, 5 – Daniel, 6 – Nenê (14 – Wellington), 7 – Thiaguinho (15 - Rodrigo), 8 – Aruam ©, 9 – Thiago Oreia (17 – Elias Curimbaba), 10 – Índio, 11 – Ruan. Técnico: Joãozinho.

AE 100% Gasparini: 1 – Dida, 2 – Luquinhas (18 – Léo), 3 – Gersinho ©, 4 – Iacanga, 5 – Danilão (14 – Ronaldo), 6 – Ramos (16 – Lê), 7 – Marinho (20 – Guilherme), 8 – Lucas Silva, 9 – Ricardo Canela (15 – Tuti), 10 – Buiú, 11 – Roger (13 – Renato Anacleto). Técnico: Guina.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.