PESQUISE

Geisel pressiona, sofre gol e busca empate na estreia da Copa Golden Master de 2016


Xavier, do Geisel, com a posse de bola
Foto: Edielson Perira/TNRB

Pisando em campo pela primeira vez de maneira oficial na temporada de 2016, Geisel e Ressaca/Independência fizeram suas estreias na Copa Golden Master na tarde do sábado (05/03).

O duelo que ocorreu às 13:40 no distrital Nelson Reginato do Canto, no Jardim Redentor, terminou empatado em 1 a 1 e teve a arbitragem conduzida por Carlos David de Oliveira; que contou ainda com Fernando Américo Vasconcelos e Vinicius Rocha Santos como assistentes de número um e dois, respectivamente.

O jogo começou meio sonolento, devagar, mas aos poucos foi ganhando clima de competição. O Geisel foi ofensivo e criou maiores oportunidades na etapa.

Aos cinco minutos, Jabá aproveitou cruzamento da esquerda e cabeceou firme no chão. O goleiro Du pulou e fez grande defesa ao espalmar a bola para escanteio.

Seis minutos depois, o Geisel chegou novamente com perigo em finalização de Bá, que chutou sobre o goleiro. Aos 13, novamente Bá assustou a meta adversária ao receber cruzamento da esquerda e marcado, bater firme de pé esquerdo, para defesa do arqueiro oponente, que encaixou a bola.

Aos 29 minutos de jogo foi quando o time visitante na tabela criou a primeira boa chance de gol com Jet. O camisa dez cobrou falta da intermediária e obrigou o goleiro Beto a protagonizar grande defesa, ao espalmar a bola para escanteio no pé da trave direita. Na cobrança, a zaga do Geisel afastou parcial e Jet, de dentro da grande área, cabeceou firme no canto direito de Beto, que batido no lance, viu seu companheiro de equipe afastar a bola ao cabecear em cima da linha e acertar a trave esquerda da meta.

Com 39 jogados, o Geisel fez a primeira substituição. Saiu o camisa dezessete Savio e entrou Pezinho com a camisa de número 15. No intervalo o time promoveu a entrada de Xavier com o número quatorze no lugar de Sapinho que estava com a dez.

Logo no primeiro minuto de bola rolando na etapa complementar, Jet recebeu passe pela direita, invadiu área e bateu com categoria na saída de Beto para abrir o placar ao Ressaca/Independência.

Aos dez, a equipe comandada por Marcos Côco quase ampliou o marcador com Toneli, que recebeu bom passe de Jet na esquerda, avançou livre até a grande área e bateu em cima do goleiro do Geisel; desperdiçando grande oportunidade.

Jet, do Ressaca/Independência com a posse de bola no meio-campo
Foto: Edielson Pereira/TNRB

O time do Geisel então intensificou a pressão. Buscando o gol de empate a equipe do técnico Nelsinho dominou o restante da etapa até que chegou ao gol com Bá.

Aos 24 minutos o árbitro parou o jogo para hidratação (parada esta que não foi muito bem aceita pela equipe do Geisel devido ao bom momento que o time vivia na partida).

O jogo reiniciou aos 26 minutos. Jabá abriu o passe na esquerda para Bá, que na entrada da área pelo lado esquerdo cortou a marcação e bateu firme de pé direito rente a trave de Du para igualar o marcador: 1 a 1.

O Geisel ainda buscou o gol da virada mas não conseguiu, parando na bem postada zaga do Ressaca/Independência. A partida então chegou ao final e cada equipe somou seu primeiro ponto na competição. Ainda depois do encerramento do confronto, Pezinho recebeu cartão vermelho e desfalcará o Geisel na próxima rodada. Quem também poderá ser desfalque na próxima partida é Meneghetti, do Ressaca/Independência, que entrou em campo substituindo Toneli e saiu dele com lesão na coxa.

“É o inicio de uma temporada que é longa. Se a gente quiser almejar alguma coisa diferente, a gente tem que procurar melhorar. Mas a equipe saiu de parabéns porque é o primeiro jogo, tivemos dificuldades e enfrentamos um adversário que tem qualidade que é o Ressaca. Espero poder melhorar a equipe cada vez mais em cada jogo, para poder atingirmos nossos objetivos.”, disse Nelsinho, comandante da equipe do Geisel.

“Os nossos jogadores estão voltando a atuar agora. Alguns deles são os que passaram pelo Noroeste, como o Cassio, o Meneghetti, o Miguelzinho que está machucado, e a gente tem também o Marquinho Yamamoto que está retornando. Mas para um primeiro jogo foi favorável para nós. Na próxima rodada teremos uma postura diferente porque já teremos cinco jogadores assinados que não puderam jogar neste sábado e por isso agente teve que fazer essa retranca mesmo. Está certo que foi um empate. Mas a gente jogou bem, tivemos umas chances de gol e agora nós vamos avaliar esses que se machucaram, os cinco que estarão no banco de reservas e assim fazer um bom campeonato.”, declarou Marcos Côco, do Ressaca/Independência.

Com um ponto cada, ambas equipes aparecem dividindo a 9ª posição da classificação.

Na próxima rodada, o Ressaca/Independência voltará a campo para enfrentar o Sindivigilância às 15:40 novamente no distrital Nelson Reginato do Canto, enquanto o Geisel jogará diante do Estrela FM às 13:40 no distrital Horácio Alves Cunha.


Escalações:

Geisel EC: 1 – Beto, 2 – Batata, 3 – Cesar, 4 – Claudinei, 5 – Jabá ©, 6 – Dilsinho, 17 – Sávio (15 – Pezinho), 8 – Sandro, 9 – Dunhão, 10 – Sapinho (14 – Xavier) e 11 – Bá. Técnico: Nelsinho.


Ressaca FC/Independência FC: 1 – Du, 2 – Clodoaldo, 3 – Alessandro, 4 – Palito, 6 – Mutum, 5 – Careca, 7 – Toneli (19 – Meneghetti), 8 – Cassio, 9 – Maynho, 10 – Jet e 11 – Queu. Técnico: Marcos Côco.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.