PESQUISE

Operário pressiona, mas quem marca é João Henrique e Indepa estreia com vitória na 1ª divisão da LBFA


Dividida de bola no meio-campo onde Waguininho sofreu falta
Foto: Edielson Pereira/TNRB

Operário e Independência mediram forças na manhã do domingo (20/03) às 10:10 no estádio distrital Nelson Reginato do Canto, no Jardim Redentor, pela rodada inaugural da 1ª divisão da LBFA.

Reestreante na competição, o time do Jardim Nicéia aceitou o convite da entidade para ser um dos dezesseis integrantes do campeonato e ficou frente a frente logo de cara com o atual vice-campeão do campeonato e equipe detentora de três títulos da mesma competição.

Porém, o Operário endureceu o jogo, fez frente ao Indepa que conseguiu vencer o duelo com um gol do seu camisa dez João Henrique.

Quando a bola rolou, o Indepa foi pra cima e se impôs sobre o adversário e detinha maior posse de bola. Na defesa, o time do Operário conseguia segurar a retranca sem sofrer perigo de gol e levava perigo em algumas jogadas de contra-ataque; especialmente em bolas aéreas que foram todas alçadas sobre o goleiro Yuri.

Aos 17 minutos o Independência chegou a balançar a rede com João Vitor, mas seu gol foi anulado por impedimento assinalado pelo assistente Eduardo Cunha.

Com 32 jogados, após cruzamento rasteiro na área, o goleiro Curtinho, do Operário, dividiu com o adversário e a bola sobrou para João Henrique aproveitar a sobra e bater para o gol fazendo 1 a 0 ao Independência.

Aos 43, Hudson bateu cruzado da direita forte a meia altura direto na área, a zaga do Operário abriu e João Vitor desviou de chapa no gol e acertou o travessão do goleiro Curtinho, que só observou a bola explodir na trave.

Já no segundo tempo, logo aos 10 minutos, Jé recebeu cartão vermelho de forma direta após desferir um tapa no adversário e ser flagrado pelo árbitro Paulo Rossi.

Maykon, à direita, fazendo a marcação no adversário no meio-campo
Foto: Edielson Pereira/TNRB

Com um homem a menos, o panorama da partida mudou. O Operário cresceu e dominou todo o restante da etapa. 

A pressão do time do Jardim Nicéia foi incandescente. A maioria das jogadas eram apostadas pelo lado esquerdo; e limitou o Independência a jogar apenas nos contra-ataques.

A equipe do Operário continuava apostando em bolas aéreas sobre o arqueiro Yuri, que por diversas vezes reclamava de falta dos adversários; hora marcada, hora não.

Ainda no último lance de partida, o time do Operário teve a oportunidade de fazer o gol de empate após o atleta receber livre na entrada da grande área pela direita e por falta de capricho, cruzou errado para o meio da área, sobre a marcação do Independência, que afastou o perigo e assegurou a vitória na estreia.

Com três pontos, o Gigante divide a 4ª posição do grupo B com o Vitória e a 5ª colocação da classificação geral ao lado do próprio time rubro-negro e também do Parque das Nações. O Operário por sua vez, figura na posição cinco da chave A ao lado do Complexo Mary Dota e na 11ª colocação da classificação geral juntamente ao time da Zona Leste e também do Turini.

Na rodada seguinte, os comandados do técnico Regi voltarão a campo para enfrentar o Turini às 10:10 no distrital Zenzo Kikuti, e o Indepa reencontrará o Complexo Mary Dota no distrital Silvio de Magalhães Padilha, às 08:10.

Escalações:

Associação Operário FC: 1 - Curtinho, 2 - Ursinho, 3 - Ismael, 4 - Bolacha, 5 - Paulo, 6 - Dé, 7 - Deninha, 8 - Maisena, 9 - Leandrinho, 10 - Romarinho, 11 - Thiaguinho. Técnico: Regi.

Independência FC: 1 - Yuri, 2 - Hudson, 3 - Skiter, 4 - Tiziu, 5 - Rincón, 6 - Waguininho, 7 - Guto, 8 -Jé, 9 - João Vitor, 10 - João Henrique, 11 - Rolam. Técnico: Osmarzão.

Árbitro: Paulo Rossi
Assistente 1: Eduardo Cunha
Assistente 2: José Nogueira
Representante: Edna Nunes

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.