PESQUISE

No Padilhão, Parque Real derrota Lagoa do Sapo e vence a segunda na Copa SEMEL


atleta do Lagoa do Sapo em domínio de bola no meio-campo, marcado por dois adversários
Foto: Juliano Pereira/TNRB

Lagoa do Sapo e Parque Real mediram forças na manhã do domingo (17/04) pela 7ª rodada da primeira fase da Copa SEMEL no distrital Silvio de Magalhães Padilha; às 08:10.
Enquanto o time da Vila São Manoel vinha de seu primeiro ponto conquistado ao ficar no 3 a 3 na semana passada com Grêmio Nova Bauru, o Parque Real vinha de sua primeira vitória depois que bateu o Estrela por 2 a 0 jogando na Vila Dutra.

No jogo do domingo, o Parque Real foi mais oportunista, aproveitou as principais chances de gols e saiu de campo com seu segundo resultado positivo na temporada de 2016.

O jogo

Logo aos seis minutos, após bate-rebate na área do Lagoa, Negueba, bem posicionado no pé da trave direita, aproveitou o vacilo da marcação adversária e só escorou no cantinho, para o fundo do gol, e fez 1 a 0 ao Parque Real.

Na segunda etapa, com cinco jogados, o Lagoa do Sapo chegou ao gol de empate com Anderson. Rodolfo desceu em velocidade até a linha de fundo pelo lado direito de ataque, fez cruzamento para dentro da grande área, a meia altura, onde o camisa onze se antecipou à marcação e desviou de pé direito para o fundo do gol defendido por Vandão. 1 a 1.

Aos 13, Natchá disparou chute de fora da área frontal ao gol, Jessé espalmou parcialmente em diagonal e Ivan, que tinha acabado de entrar no lugar de Fernandinho, bateu rasteiro, no contra-pé do goleiro, e acetou o canto esquerdo da meta para recolocar o Parque Real em vantagem no placar.

Com 25 jogados, o lateral Maicon, do Lagoa do Sapo, foi expulso de campo após contestar o árbitro Marcos Donizeti pela não marcação de uma falta. Como momentos antes o jogador havia recebido o cartão amarelo por cometer falta sem bola, recebeu o vermelho e desfalcou sua equipe ao sair de campo mais cedo.

Porém, apenas sete minutos depois, foi a vez de Guilherme, do Parque Real, também sair de campo ao receber seu segundo cartão amarelo e o consequente cartão vermelho, depois de cometer uma falta em entrada mais forte no adversário. 

Com o placar praticamente decretado, ainda deu tempo de o tricolor chegar ao seu terceiro gol com Bruno, que bateu falta da direita em diagonal com o gol defendido por Jessé, e a bola passar direto e morrer no canto direito do arqueiro, que não conseguiu evitar mais um gol sofrido. Final, 3 a 1 Parque Real.

Com esta vitória, o time que foi comandado pelo estreante técnico Garavelo chegou a oito pontos na competição e subiu do 16º para o 14º lugar da classificação. O Lagoa permanece com um e figura na 19ª colocação.

Na rodada seguinte, a equipe da Vila São Manoel voltará a campo para enfrentar o Ressaca às 08:10 no distrital Jose Spetic Filho, e o Parque Real para jogar diante do Unidos do Ouro Verde às 10:10 no mesmo campo.

Escalações:

Lagoa do Sapo: 1 - Jessé, 2 - Maikon, 3 - Guilherme, 4 - Luquinha, 5 - Andi, 6 - Dé, 7 - Tim, 8 - Lucas, 9 - Rodolfo, 15 - Emerson, 11 - Anderson. Técnico: Bacana.

Parque Real: 1 - Vandão, 2 - Alisson, 3 - Guilherme, 4 - Diego, 5 - Batata, 6 - Jonatham, 7 - Fernandinho, 8 - Bruno, 9 - Natchá, 10 - Raynan, 11 - Negueba. Técnico: Garavelo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.