PESQUISE

Com futebol de qualidade e domínio absoluto da partida, Nova Bauru derrota Beija-flor em jogo emocionante no Padilhão


Henrique, do Nova Bauru, brigando pela posse de bola com adversário
Foto: Juliano Pereira/TNRB

Com exceção aos invictos times do Comercial e Oriente, a maior sequência de resultados favoráveis a não computar derrotas, é pertencente à equipe do Grêmio Nova Bauru; nova sensação da Copa SEMEL.

Com apenas um revés sofrido na competição (na estreia para o Redentor por 2 a 1), a equipe chegou no domingo (01/05) à sua oitava partida consecutiva sem ser derrotada ao bater o Beija-Flor pelo placar de 2 a 1.

O confronto, válido pela 9ª rodada da primeira fase foi acontecido às 10:10 no distrital Silvio de Magalhães Padilha.

Com esta vitória, o Grêmio atingiu os 18 pontos na tabela de classificação, passou o próprio Beija-Flor e assumiu o 6º lugar do campeonato. Já o Beija, com 17, vem logo na sequência aparecendo na 7ª colocação.

O jogo

A exemplo do que diz o título, assim se resume a partida entre o Grêmio Nova Bauru e a forte equipe do Beija-Flor, candidata direta ao título da temporada de 2016 da Copa SEMEL.

Os comandados do técnico Ronaldo assimilaram exatamente as orientações do treinador e não deram chances para o adversário se impor. 

Se por um lado o Beija apontava o importante desfalque do jogador Willinha; por outro estava bem representado em campo pelo artilheiro da competição, Hamilton. 

Com 14 gols, o atacante jogou toda a partida sob forte marcação e não conseguiu levar perigo à meta defendida pelo goleiro Diego; que realizou sua última partida com o Grêmio pois embarcará com a equipe do Talentos 10 na disputa da Liga de Futebol Paulista que tem início previsto para daqui duas semanas. 

Com 10 minutos de jogo de um período movimentadíssimo, o Nova Bauru tratou de logo avançar sobre o adversário e oferecer perigo de gol com Henrique. Em cobrança de falta cobrada perigosamente pelo camisa dez, o atleta obrigou Murilo a trabalhar e espalmar para escanteio bola que foi rente ao poste direito da meta.

Dez minutos depois, Paulinho ganhou jogada de Assis pela esquerda, avançou até a linha de fundo e cruzou na medida para Pernambuco, que aparecendo na segunda trave, escorou de pé esquerdo para o fundo das redes do Beija, abrindo o marcador em favor do Grêmio.

O Beija-Flor tentava reação, mas a forte marcação da zaga celeste evitava que o ataque adversário funcionasse e levasse perigo a Diego, segurando assim o resultado até o fim do período.

Na segunda etapa o Beija-Flor voltou com outra postura de marcação. Porém a base de jogadas manteve-se a mesma, com bolas alçadas para Yago e Hamilton que continuavam esbarrando nas impecáveis marcações de Edvan, Fernando e Adriano.

Já pelo lado do Grêmio, Ré ganhou mais liberdade para apoiar o ataque com investidas velozes pela lateral esquerda. 

lance de ataque da equipe do Nova Bauru
Foto: Juliano Pereira/TNRB

E foi com o mesmo lateral que a jogada do segundo gol se iniciou. Aos 14 minutos, o camisa meia-dúzia fez o domínio de bola pela região central do campo, tocou à direita para Henrique que fez ótimo lançamento em profundidade pela esquerda encontrando Pernambuco. O atacante dominou, invadiu a área e bateu cruzado pé esquerdo para grande defesa de Murilo.

O goleiro então espalmou para dentro da área e a bola sobrou para Fernando Café (que havia acabado de entrar) bater rasteiro no canto esquerdo do arqueiro e fazer 2 a 0 ao Nova Bauru.

Após o segundo gol, o Beija-Flor se entregou, foi para o tudo ou nada e passou a sufocar mais o adversário em seu campo de defesa.

Numa jogada mais áspera, Amaral e Juninho se desentenderam, o tumulto foi formado e em meio a aglomeração o árbitro Marcos Donizeti Ricordi expulsou de campo o camisa oito do Nova Bauru, e também o lateral direito do Beija-Flor, Davi, alegando que ambos teriam trocado agressões.

Com um a menos para cada lado, o jogo voltou a ficar parelho e o Nova Bauru aproveitou para assustar novamente com Café; após o atacante descer em velocidade pela direita em um contra-ataque e bater com perigo na rede pelo lado de fora. 

Cansados, os atletas do Nova Bauru se recuaram e passaram a administrar o resultado. Aos 45 minutos, Farofa acertou Thiago em carrinho involuntário e o árbitro entendeu por expulsar de campo o camisa 17.

Com um a menos em relação ao adversário, o Grêmio foi penalizado aos 50 minutos com gol marcado por Yago, em favor do Beija-Flor.

Depois de escanteio cobrado por Thiago pelo lado direito, a bola percorreu toda extensão da área e encontrou com Felipe, que ajeitou para trás para a chegada do centroavante tocar de bico no ângulo esquerdo de Diego. 2 a 1.

Após o gol, o árbitro encerrou a partida.

Na próxima rodada, o Beija-Flor voltará a campo para enfrentar o Diamante Negro às 10:10 no distrital José Carlos Galvão de Moura, e o Grêmio Nova Bauru para jogar diante do Parque Real, no mesmo horário, no distrital Jose Spetic Filho.

Escalações:

EC Beija-Flor: 1 - Murilo, 2 - Davi, 3 - Gustavo, 4 - Diego, 5 - Amaral, 6 - Thiago, 7 - Assis, 8 - Batata, 9 - Yago, 10 - Cesar, 11 - Hamilton. Técnico: Darley.

GR Nova Bauru: 1 - Diego, 2 - Adriano, 3 - Edvan, 4 - Fernando, 5 - Lango, 6 - Ré, 7 - Valentin, 8 - Juninho, 9 - Paulinho, 10 - Henrique,  11 - Pernambuco. Técnico: Ronaldo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.