PESQUISE

Após reunião, diretores decidem e Jaraguá se afasta da Liga Bauruense em 2016


equipe jaraguaense em partida no Nelson Reginato diante do Operário
Foto: Edielson Pereira/TNRB

Chegou ao fim a temporada de 2016 da 1ª divisão da Liga Bauruense de Futebol Amador para o Atlético Clube Jaraguá.

A equipe encaminhará ofício na tarde desta quinta-feira (22/09) à LBFA solicitando seu afastamento da competição.

"Vamos levar esse ofício para a Liga, ao senhor Vicente Silvestre, comunicando que o Jaraguá saia de cabeça erguida do futebol amador deste ano." afirma o diretor João Paulo Almeida.

O time, que por maioria a favor dos votos não foi eliminado do campeonato em reunião realizada na última segunda-feira (19/09), chegou a essa decisão através de reunião entre seus diretores:

"Toda a diretoria jamais iríamos compactuar com toda a violência que foi feita com o árbitro Paulo Rossi (na partida diante do Independência). Deixamos claro que nós não fomos eliminados. O Jaraguá, através de mim (João Paulo), do diretor Rafael Soares Queiroz e do presidente Jair Brito, chegamos em conjunto à decisão de que pelo bem do futebol amador estamos pedindo licença do campeonato deste ano. Querermos que o campeonato tenha o seu andamento e que por isso pediremos oficialmente o nosso afastamento. Essa decisão, claro, nos garante na próxima temporada na 1ª divisão de 2017, uma vez que não fomos eliminados."

João Paulo reitera que essa atitude foi tomada especialmente para que sirvam de exemplo para os demais times, jogadores e também torcedores:

"O Jaraguá está fazendo isso para que sirva de exemplo. Para que outros clubes possam se estruturar melhor, e se protegerem em termos de segurança para que atos como esses não venham acontecer. Um clube grande e que tem quase cinquenta anos de futebol amador, aconteceu esse fato de maneira infeliz. A gente vai sair de um campeonato em que teríamos grandes chances de de repente buscar o título."

equipe em partida de pré-temporada, no distrital Toninho Guerreiro
Foto: divulgação

O Jaraguá, que jogou essa temporada com a base que disputou o torneio de várzea no início de 2016, a Copa Nove de Julho, revela através de João Paulo que o desafio proposto pela diretoria estava dando certo. O desafio em questão era a utilização em maior rendimento daqueles atletas, no campeonato amador.

"Nós tínhamos dito e planejado desde o começo do ano, desde quando disputamos a Copa Nove de Julho, de que utilizaríamos aqueles jogadores que foram campeões, na 1ª divisão. Apesar de tudo, eles fizeram uma linda campanha." declarou. 

Em seguida, o diretor enfatizou o pedido de desculpas em nome da agremiação:

"Quero aproveitar também para pedir desculpas pelas agressões que foram feitas ao árbitro Paulo Rossi e aos seus assistentes. Nós queremos salientar que esse pedido é estendido à todos os demais árbitros. Que jamais os de verdadeiras boas índoles tiveram ou planejaram que eles fossem agredidos. Isso foi um fato isolado, mas que infelizmente, se não tomarem providências, acontecerão novamente."

Outro diretor e também jogador da equipe, Gabriel Augusto, se manisfestou sobre o afastamento do Jaraguá:

"Com a maior tristeza o Jaraguá está pedindo licença do futebol amador devido a esse e outros fatos. Espero que realmente sirva de lição e de exemplo para todos os clubes de Bauru. Sou contra tudo isso que aconteceu. Que por causa de algumas pessoas o clube todo teve que pagar."

O Jaraguá deixa a 1ª divisão da Liga Bauruense de Futebol Amador com 25 jogos e campanha de 13 vitórias, cinco empates e sete derrotas. 44 pontos ganhos, 50 gols pró, 36 gols contra (saldo positivo de 14 gols) e aproveitamento de 58,67% na 6ª posição da tabela de classificação. O time já estava, com cinco rodadas de antecedência, classificado para as quartas de final em que lutaria pelo seu inédito título da competição.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.