PESQUISE

Além dos Números #15 - Será que conseguimos repetir um time?

A bola que usamos e analisamos é laranja, mas a mente gestora da diretoria do Gocil/Bauru Basquete faz jus ao mais baixo grau de administrações do esporte bretão. Após a derrota (esperada) na final do Campeonato Paulista de Basquete para a equipe de Mogi das Cruzes mais uma reviravolta aconteceu pelos lados do Ginásio Panela de Pressão.


O recém contratado Roy Booker que havia feito apenas 8 partidas com a camisa do Dragão da Sem Limites foi dispensado sem ter uma explicação plausível para o acontecido, aliás esse não é o primeiro caso de decisões inescrupulosas como essa. 

No ano passado o técnico Jorge Guerra foi demitido pelo comitê gestor do time sob a alegação de que o time precisava de uma oxigenação e de que faltava um pouco de defesa, aproveitamento de jogo interno e de jovens valores das categorias de base (Mogi terminou o campeonato paulista como a melhor defesa e o time com melhor aproveitamento de jogo interno de todo o certame). 


Além dos Números #12 - Um sofrimento desnecessário, uma classificação e o que esperar daqui pra frente


Algo que foi completamente riscado nos meses que sucederam a troca no comando, o ponto que gostaria de chegar é de que esta claro a perda da figura do poder diretivo aqui em Bauru, o time notavelmente precisava de elenco, mas eram reforços pontuais. 

Nada que alterasse mais uma vez nosso esqueleto de jogo, as chegadas de Gegê, Gui Deodato e a possível vinda de Guilherme Teichamann mostra o quão perdido estamos no meio da temporada, nada contra os 3 jogadores que até poderiam agregar valores a algumas equipes que eventualmente precisassem de um jogador pra completar elenco, porem não podemos mudar um time todo após um insucesso. 

Elenco do Bauru Basquete temporada 2016/2017
Foto: LNB

O sistema que vinha sendo criado para um time jogar passa a ter mais duas peças no minimo
 para adaptação e em meio a disputa do NBB, será que vão ter paciência pra esperar os jogadores renderem coletivamente? Será que vamos continuar tratando a equipe Bauruense como se fosse um tabuleiro de Banco Imobiliário? Qual será a desculpa da vez para que o "irreparável" planejamento passasse por mais uma mudança? 

Perguntas que ficam no ar e que me deixam cada vez mais enojado de ver o que realmente está acontecendo, espero que a mudança necessária (a de mentalidade) ocorra antes que algo pior se concretize.

A próxima partida do ALVI-VERDE Gocil/Bauru Basquete será amanha as 14 horas contra a equipe do Flamengo. A estréia da equipe no NBB é a reedição do confronto que decidiu o campeão nacional nas últimas duas edições, nos vemos na Panela!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.