Parceiro

Complexo e Independência empatam no primeiro duelo da semi final

Jogadas áereas foi a maior aposta do Indepa frente ao ComplexoMary Dota
Foto: Juliano Gomes / TNRB

Em partida isolada no estádio Silvio de Magalhães Padilha na manha desse domingo (20) iniciado as 10:30, Complexo Mary Dota e Independência ficaram no empate sem gols em partida válida pelo primeiro confronto da semi final da primeira divisão da Liga Bauruense de Futebol Amador.


O confronto que foi truncado durante os quarenta e cinco minutos inciais deixou a desejar em nível técnico com ambas equipes se estudando e produzindo pouco no ataque, esperando pelo melhor momento para definirem gol.

Prova dessa falta de qualidade foi somente um ataque de perigo para cada lado, primeiro com Amauri pelo Complexo, após o atacante fazer ótima jogada individual pelo centro de campo frontal ao gol e disparando chute forte de pé esquerdo, obrigando Yuri a fazer defesa em dois tempos.

A respostado Independência vei com Lekinha que arrancou em velocidade pelo lado direito do campo de ataque invadindo a grande área e batendo rasteiro cruzado, para chegada de João Vitor que não alcançou a bola se perdendo pela linha de fundo, mantendo o placar zerado até o término do período.

Ainda no primeiro período, o Complexo perdeu Robson expulso por reclamação,o volante estava no banco de reservas quando recebeu o cartão vermelho direto.

O Independência reclamou muito da não marcação de um pênalti em cima no lateral esquerdo Waguininho, que após o lance reconheceu que não houve a infração bem interpretada por Milton Porto.

Atacante Lekinha do Indepa foi a principal opção develocidade para o ataque
Foto: Juliano Gomes / TNRB

Na volta do intervalo o Complexo buscou o gol passando a explorar mais as jogadas ofensivas com Amauri e Daniel Cezário e após cobrança de escanteio de Daniel, a bola sobra para Guloso dominar no peito e arriscar um voleio, a bola vai no canto direito de Yuri que se estica todo para evitar o primeiro gol rubro-negro no Padilhão aos cinco minutos da etapa complementar.

O duelo seguiu parelho,com ambas equipes se doando ao ataque em busca da abertura do placar,mas as jogadas de ataque esbarravam na forte marcação dos zagueiros de ambas equipes,quando aos 31 minutos o jogo foi paralisado após o árbitro Milton Porto expulsar o volante Guto do Independência e o meio-campista Gordo do Complexo Mary Dota que acabara de entrar na partida após os atletas se desentenderem por uma agressão sem bola do volante e a revidação do atleta do Mary Dota.

A princípio, Milton Porto havia advertido ambos com cartão amarelo, porém Guto já havia recebido cartão em uma falta em cima de Murilo e a comissão técnica e jogadores do banco de reservas do Complexo partiram em direção ao árbitro informando sobra o mesmo já ter side advertido e merecendo a expulsão e então Milton optou pela expulsão de ambos.

O duelo ficou parado por mais de vinte minutos,sendo encerrado pela não condição de realização da reta final do confronto, decretando o placar zerado.

A decisão ficou para o segundo confronto que será realizado provavelmente no distrital Horácio Alves Cunha no Jardim Bela Vista as 10:10 no próximo domingo (27/11).

Dérbi em igualdade

Na outra semi final no Jardim Bela Vista estavam em campo o Juventus, campeão do primeiro turno e o Turini que surpreendeu ao chegar forte nessa reta final de competição.

O dérbi local terminou como começou, com os placares inalterados deixando as emoções da decisão para o próximo confronto a ser realizado no distrital Silvio de Magalhães Padilha as 10:10,onde será conhecido o integrante da decisão da temporada 2016 da primeira divisão da LBFA.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.