Destaque da base é promovido ao profissional

Rafinha em atuação pelo Norusca pelo Paulista sub-17 contra o XV de Jaú
Foto: Bruno Freitas / EC Noroeste

Meio-campo Rafinha, de 17 anos, é uma das principais apostas do Alvirrubro para os próximos anos; Norusca anuncia também o novo trio da comissão técnica.

O Esporte Clube Noroeste promoveu ao time profissional, nesta terça-feira (6), o meia esquerda Rafael Baldin Massola, mais conhecido como Rafinha, de 17 anos, prata da casa e destaque do time sub-17 no Campeonato Paulista de base deste ano.

Ainda apostando na juventude como principal arma do Noroeste na Série A3 e no projeto de longo prazo do clube para retornar à Primeira Divisão, a diretoria noroestina também anuncia que o cargo de auxiliar técnico será, na verdade, de uma dupla: Elton Carvalho e Eduardo Guadagnucci, o "Dú Itapuí", técnicos do sub-15 e sub-17, respectivamente, que também têm os trabalhos valorizados e foram promovidos ao profissional. O analista de desempenho Alexandre Moretti Moriconi também foi promovido. Assim, o time ganha uma ferramenta extracampo importante, algo que não possuía no último Paulista.

PRATA DA CASA

Rafinha é natural de Jaú, é canhoto, tem 1,74m de altura, habilidoso e atua como meia apoiador e segundo volante. No Paulista deste ano ele foi o capitão, marcou 8 gols, sendo um deles, inclusive, do meio de campo, já na sua estreia pelo Noroeste em jogos oficiais, dia 9 de abril, contra o Ferroviária, no Estádio Municipal Joaquim Justo, em Américo Brasiliense.

Foto: Bruno Freitas / EC Noroeste

No Paulista sub-17, equipe comandada pelo técnico Dú Itapuí, Rafinha mostrou muita capacidade de marcação, explosão na transição do meio para o ataque e, principalmente, na qualidade de passes, dribles e lançamentos de média e longa distância. O jogador também tem potencial na bola parada e deixou sua marca em cobranças de falta no estadual. Segundo a diretoria noroestina, é um jogador que tem muito potencial. O prata da casa faz parte do projeto de reestruturação da base do clube, iniciada no início deste ano, sob a coordenação do próprio diretor de futebol Emerson Carvalho.

"O Rafinha tem grande potencial. Mostrou no sub-17 que tem qualidade para estar no profissional. Promovemos por méritos próprios e o garoto vai brigar pelo seu espaço no time assim como os outros atletas", disse Emerson, por meio da assessoria de imprensa do clube.

Rafinha também falou da expectativa na A3. "É uma grande oportunidade e estou muito feliz em estar aqui no Noroeste e vestir essa camisa no profissional. É a realização de um sonho. Vou trabalhar para dar o meu melhor no time e aprender muito com o técnico Sangaletti".

PROFISSIONAL GANHA ANÁLISE DE DESEMPENHO

Uma das grandes atividades implantadas na comissão da base do Noroeste esse ano, a análise de desempenho, vai ajudar muito o Norusca fora de campo, algo que o time profissional não possuía na última série A3.

O analista traça o perfil de comportamento dos adversários e do próprio time, para mostrar ao técnico, auxiliares e jogadores o que precisa ser corrigido e o que precisa ser exaltado e mantido. No caso do adversário, a comissão técnica inteira vê quais jogadores devem ficar com a atenção redobrada no jogo.

Alexandre filma os jogos e separa lance por lance, de jogador por jogador, para fazer análise individual, mas também faz isso coletivamente, na saída de defesa, saída ao ataque, contra-ataque, transições, sempre levando em consideração o tempo, o posicionamento, ação, reação entre outros detalhes.

"Estou muito feliz pelo reconhecimento do trabalho que fizemos na base. A expectativa no profissional é a melhor possível. Sinto um misto de ansiedade e muita responsabilidade. Vou fazer o meu trabalho da melhor maneira possível", disse Alexandre Moretti Moriconi, 27 anos.

VALORIZAÇÃO 

Os novos auxiliares técnicos, Elton Carvalho, 32 anos, e Dú Itapuí, 29, também falaram dessa oportunidade na carreira. "Estou muito feliz com o reconhecimento do clube. Tive uma experiência muita grande nos últimos anos como técnico da FIB Futsal e neste ano na base do futebol de campo. Vou somar e me doar ao máximo nessa comissão técnica, com a liderança do Marcelo Sangaletti. Queremos realizar um trabalho de futebol moderno para o Norusca ter bons resultados daqui pra frente", disse Élton Carvalho. 
Da esquerda para a direita: Sagaletti, Alexandre, Élton e Dú Itapuí

Já Dú Itapuí, também feliz pelo valorização que o Noroeste está dando para os seus próprios profissionais, agradeceu a confiança que o presidente Estevan Pegoraro, o diretor Emerson e o técnico Sangaletti estão depositando neles, principalmente pelo trabalho que fizeram na base e que irão desenvolver no profissional. "A gente sabe da dificuldade que vem por aí. O campeonato é forte e a responsabilidade é grande. Mas é uma oportunidade que vamos aproveitar muito. Aos poucos, junto com o treinador, vamos mostrando o nosso trabalho para acrescentar nesse grande projeto que está sendo feito à longo prazo pelo clube".


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.