PESQUISE

Fora de casa, Genter Vôlei Bauru é superado pelo Osasco


Atletas bauruense tentam bloqueio na partida em Osasco
Foto: Luiz Pires / Fotojump

Time bauruense foi derrotado por 3 sets a 0 e termina primeira fase em quarto lugar; adversário na Copa Banco do Brasil será o Praia Clube


Após sequência de sete vitórias consecutivas, o Genter Vôlei Bauru foi derrotado pelo Vôlei Nestlé por 3 sets a 0 (parciais de 25/22, 25/18 e 25/13) em duelo realizado nesta quinta à noite, no Ginásio José Liberatti, em Osasco, que marcou o encerramento do primeiro turno da Superliga. Com o resultado, o time bauruense termina a primeira fase da competição no quarto lugar, com 23 pontos obtidos em oito vitórias e três derrotas.

Agora a equipe entra em recesso para as festas de fim de ano e só se reapresenta na tarde de 2 de janeiro de 2017, quando inicia a preparação para o recomeço do Nacional em confronto contra o Minas, em 10 de janeiro, às 20h, na Arena Minas, em Belo Horizonte, e também para a Copa Banco do Brasil, torneio em que terá o Praia Clube como rival em 17 de janeiro, em Bauru.

As maiores pontuadoras do Genter Vôlei Bauru contra o Osasco foram Angélica, com 14 pontos, Thaisinha e Mari, ambas com 10 pontos, Valquiria, com 4 pontos, Mari Cassemiro, com 3 pontos, Rivera, com 2 pontos, e Juma, com 1 ponto. Tandara, do Vôlei Nestlé, ganhou o Troféu Viva Vôlei como o destaque da partida.

O jogo

O Genter Vôlei Bauru começou o jogo com a seguinte formação: Juma, Angélica, Thaisinha, Priscila Rivera, Valquiria, Mari e Brenda Castillo. Já o Osasco iniciou com Dani Lins, Natália, Malesevic, Tandara, Bia, Paula e Camila Brait.

Foto: Deco Pires / Fotojump
Diferentemente das partidas anteriores, quando foi sempre superior a seus rivais, diante do Osasco o time bauruense só conseguiu se impor em parte do primeiro set, quando o Genter Vôlei Bauru criou muitas dificuldades para o atual vice-líder da Superliga com um saque muito eficiente, que dificultava a recepção de Osasco. Nos momentos iniciais, a equipe bauruense chegou a abrir cinco pontos de vantagem com 14 a 9. Mas, aos poucos, o Osasco foi reagindo até empatar em 17 a 17 e, a partir daí, aproveitar a sequência de erros do Genter Vôlei Bauru para fechar a parcial em 25 a 22.

Já no segundo e terceiro sets o panorama foi praticamente o mesmo. O time bauruense caiu de rendimento, principalmente no terceiro set, e Osasco não deu chances de reação ao Genter Vôlei Bauru. Em ambas as parciais, o Vôlei Nestlé conseguir abrir vantagem confortável no placar e dominou totalmente as ações, fechando o segundo set em 25 a 18 e o terceiro em 25 a 13.

Ao analisar o desempenho do time contra Osasco, o técnico Marcos Kwiek ressaltou que a perda de intensidade do saque foi o fator primordial para a derrota da equipe, que encerrou invencibilidade que já durava sete jogos seguidos. “Conseguimos equilibrar o jogo no primeiro set porque começamos sacando bem, mas daí perdemos a intensidade, Osasco conseguiu dominar o passe e a Dani Lins com a bola nas mãos fez a diferença. É um time muito acostumado a jogar sob pressão, são jogadoras experimentadas que se sentiram muito à vontade. Aí ficou difícil a marcação. Jogamos dois sets em um bom nível contra um dos favoritos da Superliga e no terceiro caímos muito, mas sabíamos que seria um jogo muito difícil, ainda mais jogando em Osasco”, ressaltou o treinador.

Foto: Luiz Pires / Fotojump

Kwiek também considerou positiva a campanha do Genter Vôlei Bauru no primeiro turno da Superliga. “Saímos contentes com nosso desempenho, pois um quarto lugar em uma competição tão equilibrada é louvável. A equipe se comportou muito bem e tivemos bons momentos nesta fase. A tendência de nossa equipe é crescer, assim como as outras também e as dificuldades aumentarão a cada dia, principalmente com Bauru alcançando esse quarto lugar, passando a ser uma equipe mais visada e estudada pelas adversárias. Temos de continuar trabalhando para começarmos a nos acostumar com essa pressão”, enfatiza o técnico.

Copa do Brasil

A última rodada do primeiro turno também definiu os confrontos da rodada inicial da Copa Banco do Brasil, competição organizada pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) que reúne as oito primeiras equipes classificadas da primeira fase da Superliga Feminina – no masculino são os nove primeiros.

Na fase classificatória, a Copa Banco do Brasil será realizada em jogo único com os duelos envolvendo o Rexona-Sesc x Fluminense, Osasco x Pinheiros, Brasília x Minas e Genter Vôlei Bauru x Praia Clube, com os quatro primeiros colocados do turno – pela ordem Rexona-Sesc, Osasco, Brasília e Genter Vôlei Bauru - tendo o direito de atuar em casa.

Nas semifinais, que serão disputadas em Campinas, assim como a final, os confrontos reunirão os vencedores dos jogos entre Rexona-Sesc x Fluminense e Genter Vôlei Bauru x Praia Clube e Osasco x Pinheiros e Brasília x Minas.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.