n':

PUBLICIDADE

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Após bom início de jogo, Genter Vôlei Bauru sucumbi diante do Rexona-Sesc

Genter Vôlei Bauru atuou bem nos dois primeiros sets e depois sentiu o cansaço
Foto: Paulo Rogério Santos

Time bauruense foi superado pelo líder Rexona-Sesc no último duelo da “maratona” de quatro jogos em dez dias.


O Genter Vôlei Bauru encerrou nesta quinta-feira à noite, no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, sua “maratona” de quatro jogos em dez dias. Desgastado após enfrentar o Minas e duas vezes o Praia Clube, o time bauruense encarou o Rexona-Sesc, líder da Superliga 2016-2017, e foi derrotado por 3 sets a 1 (parciais de 25/23, 18/25, 25/16 e 25/14) em duelo que abriu a terceira rodada do returno da competição.

Com o resultado, o time bauruense está atualmente na quinta colocação do Nacional, com 24 pontos, totalizando oito vitórias e seis derrotas em 14 jogos. Após o confronto desta quinta no Rio de Janeiro e a cansativa sequência de jogos, o time bauruense só voltará a atuar pela Superliga no próximo dia 3 de fevereiro, às 19h30, no Ginásio Panela de Pressão, contra o Valinhos.


O jogo

O Genter Vôlei Bauru começou o jogo contra o Rexona-Sesc com a seguinte formação: Juma, Bruna Honório, Priscila Rivera, Thaisinha, Angélica, Valquiria e Brenda. No duelo contra as cariocas o time bauruense teve duas fases bastante distintas: excelentes atuações nos dois primeiros sets e queda brutal de rendimento nos últimos dois.

No primeiro set, o Genter Vôlei Bauru começa perdendo por 3 a 0, mas logo se recupera e equilibra o jogo, que seguiu disputado ponto a ponto até a fase final da parcial, onde o atual campeão da Superliga conseguiu engatar sequência decisiva para fechar em 25 a 23.

Após maratona, equipe bauruense aproveita tempo para se recuperar
Foto: Paulo Rogério Santos

No segundo set, o time bauruense foi soberano e não deu chances de reação ao time carioca. Com saque eficiente e concentrado na defesa, o Genter Vôlei Bauru foi construindo ampla vantagem e fechou em 25 a 18 em seu melhor momento na partida.

No entanto, no terceiro e quarto sets o desempenho do time caiu e o Rexona-Sesc aproveitou. Sentindo claramente o cansaço da maratona de jogos a que foi submetida, a equipe não se encontrou mais no duelo, sendo dominada pelas cariocas, que fizeram 25 a 16 no terceiro set e 25 a 14 no quarto set, vencendo o jogo em 3 a 1.

Recuperação

Para o técnico Marcos Kwiek, o tempo que o time terá sem jogos a partir de agora será fundamental na recuperação da equipe para a sequência da Superliga. “Jogamos os dois primeiros sets em bom nível e depois o time deu uma caída, sentindo o cansaço da maratona de jogos. Mas agora temos este tempo de recuperação para voltarmos o foco somente à Superliga. Teremos tempo de treinamento para podermos ajustar o que falhamos agora nas últimas partidas. Vamos tentar sermos pontuais nos ajustes do time para o que vem pela frente na Superliga”, destacou o treinador.


Nenhum comentário:

Postar um comentário