PESQUISE

Genter Vôlei Bauru se reapresenta com foco duplo e em ‘maratona’

Genter Vôlei Bauru treina firme para encarar a maratona de jogos
Foto: Neide Carlos / Vôlei Bauru

Time bauruense retoma preparação para Superliga e já pensa também na Copa Banco do Brasil; equipe fará quatro jogos em dez dias


Após as festas de fim de ano e as “miniférias”, o Genter Vôlei Bauru se reapresentou, nesta segunda à tarde, com o foco apontado para duas direções: retomar a preparação para a Superliga 2016-2017 e iniciar a da Copa Banco do Brasil, competições que farão a equipe ter de encarar uma “maratona” de quatro jogos em um período de dez dias já este mês.

A sequência de partidas do time bauruense não será fácil. Os dois primeiros desafios de 2017 serão pela Superliga, começando no próximo dia 9, segunda-feira, às 20h, contra o Minas, em Belo Horizonte – o confronto foi antecipado em um dia. Três dias depois, na quinta, 12, em Bauru, às 21h55, o Genter Vôlei Bauru tem pela frente o Praia Clube. 

Apenas cinco dias mais tarde, dia 17, terça-feira, em horário e local ainda indefinidos, os mesmo dois rivais – Genter Vôlei Bauru e Praia Clube – voltam a se enfrentar, só que desta vez pela Copa Banco do Brasil. E, encerrando a “maratona” do mês, um duelo duríssimo contra o líder Rexona-Sesc, dia 19, quinta-feira, às 21h55, no Rio de Janeiro, pela terceira rodada do returno da Superliga.

Foto: Neide Carlos / Vôlei Bauru

Ao analisar o recomeço da Superliga, o técnico do Genter Vôlei Bauru, Marcos Kwiek, crê em um returno ainda mais disputado e equilibrado. “A Superliga é equilibrada desde o começo. Hoje temos uma competição dividida em dois blocos, o de cima e o de baixo. A distância ainda não é enorme entre esses dois grupos, mas ela existe. No primeiro turno as equipes entraram em forma e em ritmo de competição e acabam se conhecendo melhor e se estudando mais. Por isso, será um segundo turno muito mais disputado que o primeiro, principalmente porque os times já se conhecem e estão mais entrosados. Além disso, as equipes de baixo seguirão lutando pra subir e as de cima para ficar em cima. Essa será a grande briga do returno, pois todo mundo vai querer melhorar sua posição para buscar o melhor emparelhamento possível para as quartas de final. E o pessoal que está lutando pelas últimas posições vai querer melhorar seu desempenho para não cair”, destaca.

Foco duplo

Kwiek também comenta sobre o fato do time ter de centrar as atenções em duas competições ao mesmo tempo. Para o treinador, é uma situação que pode ser vista por dois ângulos distintos. “Por um lado ajuda, pois são mais jogos, são duelos interessantes e a visibilidade para os patrocinadores aumenta, mas, por outro lado, o desgaste aumenta. O fato é que não dá pra focar na Copa Banco do Brasil e esquecer da Superliga e o contrário também é verdadeiro, pois são duas competições muito importantes”, frisa.

Treino na folga

Antes de serem liberadas para o recesso do fim de ano, as atletas do time bauruense foram orientadas pelo preparador físico Ricardo Oliboni a manterem o treinamento em academia durante o período de folga das competições. 

Foto: Neide Carlos / Vôlei Bauru

Tudo para retomarem a preparação sem maiores problemas e evitar a queda no condicionamento físico. “Elas levaram as planilhas de treino para o período de folga a fim de que, na retomada das atividades, não tenhamos a necessidade de iniciarmos um trabalho semelhante ao de pré-temporada porque não temos tempo pra isso”, explica Oliboni.Todas as atletas se reapresentaram sem problemas físicos e estão à disposição da comissão técnica para os treinos.

Copa do Brasil

A Copa Banco do Brasil, competição organizada pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), reúne as oito primeiras equipes classificadas no primeiro turno da Superliga Feminina. Na fase classificatória, a competição será realizada em jogo único com os duelos envolvendo o Rexona-Sesc x Fluminense, Osasco x Pinheiros, Brasília x Minas e Genter Vôlei Bauru x Praia Clube, com os quatro primeiros colocados do turno – pela ordem Rexona-Sesc, Osasco, Brasília e Genter Vôlei Bauru - tendo o direito de atuar em casa.

Nas semifinais, que serão disputadas em Campinas, assim como a final, os confrontos reunirão os vencedores dos jogos entre Rexona-Sesc x Fluminense e Genter Vôlei Bauru x Praia Clube e Osasco x Pinheiros e Brasília x Minas. Até o momento, somente a tabela da competição masculina foi divulgada pela CBV.

Thaisinha na seleção

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) divulgou ontem as seleções do primeiro turno da competição. Na feminina, a ponteira Thaisinha, do Genter Vôlei Bauru, integra a seleção da Superliga 2016-2017 ao lado da levantadora Macris (Brasília), da oposto Paula (Vôlei Nestlé), das centrais Carol (Rexona-Sesc) e Roberta (Brasília), da ponteira Tandara (Vôlei Nestlé) e da líbero Léia (Minas).


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.