n':

PUBLICIDADE

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Noroeste faz o dever e depende somente de suas forças para se manter na A3

Por Juliano Gomes
Jogada aérea noroestina na vitória diante da Catanduvense no Alfredão
Foto: Juliano Gomes / Tá na rede Bauru

Em sua última partida na Série A3 diante da torcida bauruense, o EC Noroeste derrotou o já rebaixado Grêmio Catanduvense e respirou nessa reta final de competição dependendo apenas de suas forças para permanecer na divisão em 2018.
Para quem achou que seria fácil, se enganou! Talvez até o presente momento, tenha sido a partida mais complicada ou uma das mais, para o alvi-rubro nessa temporada ao enfrenar o Bruxo no Alfredão na manhã desse domingo.

Com o dever de casa sofridamente cumprido, o Noroeste vai para seu último duelo na competição diante do já classificado Monte Azul na casa do adversário dependendo de uma vitória simples para se garantir sem depender de outros resultados.

O Jogo

Logo no início da partida o Noroeste levou perigo a meta da Catanduvense com chute de longa distância de Maicon Douglas que passou rente ao travessão nos primeiro minutos de bola rolando.

Fernandinho em disputa de bola tenta passar pela marcação observado por Aguilar
Foto: Juliano Gomes / Tá na rede Bauru

A Catanduvense chegou a meta noroestina aos 15 minutos após cochilo da zaga com Walker disparando chute de fora da área que Airon defende em dois tempos.


Após longo período sem produtividade de ambas equipes, o Noroeste ameaçou a zaga do Bruxo aos 43 minutos com Luan, recebendo passe após cobrança de escanteio e arriscando chute cruzado de fora da área, obrigando Daniel a espalmar para escanteio.

Na volta do intervalo, o Noroeste continuou buscando a meta adversária e logo aos 7 minutos, Fernandinho em chute de longa distância assustou a meta defendida por Daniel.

Insistente, o Noroeste passou a dominar o campo ofensivo e investia na velocidade e habilidade do jovem Fernandinho que protagonizou as principais jogadas de ataque do alvi-rubro, porém quem esteve muito próximo de abrir o marcador foi a Catanduvense após descida que a zaga veloz em contra-ataque, Valdívia fica de frente com Airon e acaba tentando o passe dentro da grande área que a zaga bauruense intercepta.

Luan com a bola na lateral-esquerda desce em apoio ao ataque noroestino
Foto: Juliano Gomes / Tá na rede Bauru

O gol noroestino saiu aos 38 minutos após arrancada incrível de Henrique Alemão, que disparou do campo de defesa, invadiu a grande área e bate cruzado, Rodolfo antecipa a marcação e cabeceia com firmeza no centro do gol.

A vantagem só não foi maior porque o atacante Gabriel Barcos desperdiçou chances incríveis, como a que teve aos 37 minutos após receber passe dentro da pequena área, girar sobre o marcador e da marca do pênalti, isolar a bola por cima do travessão.

Rodada favorável

O empate em um gol entre Atibaia e Comercial em Ribeirão Preto e a goleada sofrida pelo MAC em São José dos Campos, fizeram com que a equipe bauruense pulasse da 15ª para a 13ª colocação com 24 pontos somados, o mesmo dos adversários, mas o número de vitórias e o saldo de gols favorecem a equipe do técnico Vitor Hugo que viajará para Monte Azul dependendo apenas de suas forças para se manter na Série A3, além de garantir o segundo semestre com futebol na Cidade Sem Limites.

A décima nona rodada será realizada no próximo domingo, de Páscoa, com todas as partidas sendo realizadas as 10h.


Nenhum comentário:

Postar um comentário