n':

PUBLICIDADE

sábado, 13 de maio de 2017

No Padilhão, duelo entre Mulekadinha da Indepa e União Gasparini fica inacabado

Por Juliano Gomes

Duelo válido pela sexta rodada da segunda divisão ocorrido no estádio Silvio de Magalhães Padilha não termina após tumulto entre ambas equipes.

Tudo se encaminhava para um grande duelo, se não fosse as jogadas faltosas e o descontrole da partida por parte da arbitragem, deixando o jogo correr mesmo quando as infrações eram cabíveis de punições severas.

Em resumo, a partida foi movimentada, com ambas equipes se enregando o tempo todo em busca da abertura do placar, mas os ânimos estavam alterados além do normal, dificultando a prática do bom futebol.

Quando a bola rolava macia pelo gramado, ambas equipes encontravam facilidade de chegar a meta, obrigando os arqueiros a trabalharem bastante na etapa inicial com defesas difíceis.

O União foi quem mais criou, atacando a Mulekadinha com descidas rápidas pelo meio de campo e chutes de longa distancia com os atacantes, porém a equipe da Vila Independência foi quem abriu o marcador aos doze minutos, após Canário receber lançamento pelo lado esquerdo do campo de ataque na grande área, tirar o goleiro da jogada e já na linha de fundo, cruzar na medida para Marquinho subir sozinho na marca penal e desviar de cabeça pro fundo do gol vazio.

O União sentiu o golpe e não conseguia encaixar as jogadas, facilitando os contra-ataques velozes da Mulekadinha que pecava nas finalizações. O resultado seguiu inalterado até o término da etapa.

Na volta do intervalo, o jogo seguiu quente tanto pelo forte calor, como pelas jogadas faltosas, partindo de ambas equipes, vários cartões amarelos foram distribuídos porém não foram o suficiente para conter os ânimos.

O União se encontrou na partida e voltou a pressionar a Mulekadinha, jogando mais no campo de ataque e criando chances de empatar.

Não demorou muito para a pressão surtir efeito e após a marcação de uma falta no campo de ataque em diagonal ao gol, o zagueiro Nissin bateu colocando no canto esquerdo do arqueiro da Mulekadinha aos sete minutos.

Sem muito tempo a perder, a Mulekadinha não se abateu com o gol e se lançou ao ataque, chegando a vantagem no marcador com Baiano aos nove minutos, após bola aérea vinda da defesa, o zagueiro do União ser deslocado por um atleta da Mulekadinha e a bola sobrar para o camisa 10 bater no centro do gol.

A história do jogo começou a mudar quando aos treze minutos, Marquinhos da Mulekadinha da Indepa e Thiago do União Gasparini se desentenderam após jogada ríspida de ambos e a discussão tomou proporções maiores quando o árbitro decidiu expulsar o lateral-direito do União e a pressão sobre ele aumentou com a indignação dos atletas pelo ato.

Após o acontecido e em comum acordo com os demais componentes da arbitragem, Edmilson decidiu encerrar a partida.

Segundo informou o próprio árbitro a decisão final será tomada na próxima segunda-feira (15) na sede da Liga Bauruense com a presença dos representante legais de cada agremiação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário