n':

PUBLICIDADE

domingo, 12 de novembro de 2017

São Domingos vira sobre Dionízio e conquista o Tricampeonato consecutivo da Copa Golden Master

Por Juliano Gomes
Elenco, comissão e torcedores comemorando a conquista do São Domingos
Foto: Benedito de Siqueira / Divulgação

Alvirrubro do Jardim Godoy venceu os dois confrontos da final diante do Dionízio FC e ficou com o terceiro título consecutivo da 13ª edição da Copa Golden Master na tarde desse sábado (11).

Um duelo digno de decisão, com bola na trave, virada no marcador e gol de craque, ou melhor, gols de craques do futebol brasileiro, na partida decisiva da Copa Golden Master, que é organizada pelo coordenador de futebol da Semel e radialista Ubiratan Silva, para jogadores acima dos 40 anos, exceto os goleiros que podem atuar acima dos 30.

O duelo final aconteceu no Estádio Silvio de Magalhães Padilha, na Vila Giunta e teve a presença de público razoável para acompanhar a partida entre a SE São Domingos e o Dionízio FC que nessa temporada sem dúvidas foi a grande sensação do campeonato, chegando na decisão em apenas quatro anos de existência e superando adversários de grande expressão na modalidade.

Com gols de Claudecir e Esquerdinha, o São Domingos que ficou atrás do marcador grande parte do segundo período virou o placar após Léo ter aberto contagem em favor do auri-negro do Jardim Tangarás, que mandou no primeiro tempo de jogo e no segundo período embora saísse na frente do placar, não suportou a superioridade do adversário que modificou praticamente a equipe toda para a reta final do duelo promovendo a entrada de grandes nomes como Claudecir, Esquerdinha, Adilson, que deu mais mobilidade ao meio de campo e qualidade nas armações das jogadas, além do artilheiro da equipe, o atacante Biro.

O jogo

Durante o primeiro período as equipes se estudaram bastante, evitando jogadas de risco para não serem surpreendidos e o único lance real de gol partiu pelo lado do São Domingos após o goleiro Tutty salvar a meta, fazendo defesa dificílima evitando a abertura do placar, uma vez que a equipe do Dionízio foi superior grande pare da primeira etapa, mas sem qualidade nas finalizações não levou perigo a meta do goleiro Robinho.

Goleiro Robinho (bola) foi eleito pela organização o menos vazado da competição
Foto: Juliano Gomes / Tá na rede Bauru

Somente na segunda etapa as redes foram balançar e a primeira vez foi em favor do Dionízio as cinco minutos jogados da etapa complementa com o centroavante Léo, após Decão tentar cruzamento na linha de fundo, o lateral-esquerdo Jorjão interceptar parcialmente, Maurício pegar o rebote e tentar afastar o perigo chutando a bola para o alto e o camisa 11 se antecipar da marcação dentro da pequena área, dominar com o pé esquerdo e disparar um balaço no canto esquerdo a meia altura do goleiro Robinho.

Na frente do marcador, o Dionízio que precisava da vitória para se manter vivo na disputa e levar a decisão para as cobranças de pênaltis, passou a cadenciar a partida, fazendo a marcação homem a homem, fechando os espaços do adversário na espera de "uma bola", para consolidar a vitória, mas aos 30 minutos, a experiência e explosão do São Domingos, fez o duelo tomar novos rumos.

Adilson bate escanteio, Jorjão evita a saída pela linha de fundo atrasando o cruzamento, Marício cabeceia e acerta o travessão e no rebote, Claudecir chega batendo com força, estufando as redes do arqueiro Tutty. Após o gol, os jogadores e comissão técnica do Dionízio reclamavam constantemente pedindo a sapida de bola no momento em que o lateral-esquerdo Jorjão retardou o cruzamento, mas o árbitro da partida Ricardo Fabris Fontes confirmou o gol.

Precisando novamente do resultado, o panorama do jogo foi diferente e o Dionízio passou a buscar mais as jogadas e promovendo substituições na espera de chegar ao segundo gol, que ficou bem próximo aos 45 minutos se não fosse a bola na trave após bela trama ofensiva dos comandados de Essão.

Anteriormente, o São Domingos havia assustado, após bela jogada individual do meia Bezerra, tirando o zagueiro da jogada, e de frente pro go, disparar um balaço, acertando o travessão e no rebote, o atacante Biro cabeceou pra fora.

Adilson (bola) foi responsável pela armação das jogadas de ataque no segundo tempo
Foto: Juliano Gomes / Tá na rede Bauru
Pouco antes do apito final, Biro recebe passe primordial pelo lado direito do campo de ataque, dispara em velocidade ficando frente a frente com Tutty que fechou o ângulo do atacante que bateu rasteiro cruzado e a bola acertou a trave direita e no rebote, Esquerdinha, bem posicionado só escorou pro fundo do gol, virando o marcador, decretando a vitória e o tricampeonato do São Domingos.

Novamente os atletas e comissão do Dionízio partiram em direção ao assistente cobrando a não marcação de irregularidade que ocasionou no gol da vitória e do título do alvirrubro. Após o duelo, nossa equipe falou com os personagens do Jogo, o volante Claudecir e o meia Esquerdinha que reviveram os bons tempos de São Caetano onde atuaram com êxito pelo clube do ABC Paulista.

Confira o áudio da entrevista com o volante Claudecir, autor do primeiro gol do São Domingos clicando aqui. A entrevista com o meia Esquerdinha, autor do gol da vitória e do título alvirrubro você confere clicando aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário