n':

PUBLICIDADE

domingo, 10 de dezembro de 2017

Vôlei Bauru encara São Caetano em "decisão" na Superliga Feminina

Por Juliano Gomes
Tifanny aguarda definição de trâmites para estrear pela equipe bauruense na Superliga
Foto: Marcelo Ferrazoli / Vôlei Bauru

Equipe bauruense jogará em casa diante do São Caetano em partida que pode recolocar a equipe no G8 da competição em caso de vitória.


As meninas do Vôlei Bauru entram em quadra na tarde desse domingo para a última partida do primeiro turno e encara esse duelo como uma final, já que a equipe poderá garantir uma vaga na disputa da Copa Brasil que está em sua quarta edição e reúne as oito primeiras equipes da Superliga.

Além da vaga na disputa a equipe bauruense retorna ao grupo que se classifica para os playoffs da competição nacional, caso vença a equipe do ABC em duelo marcado para as 13h no Ginásio Panela de Pressão e terá transmissão ao vivo pela emissora Rede TV.

Copa Brasil

Nessa temporada, a Copa Brasil chega em sua quarta edição, onde reunirá as oito equipes mais bom posicionadas ao final do primeiro turno. A equipe do Sesc Rio de Janeiro é a atual campeã, vencendo a equipe do Minas/Camponesa na edição de 2017.

A fase classificatória será disputada em confronto único, seguindo o critério de classificação onde o primeiro colocado enfrentará o oitavo, o segundo contra o sétimo, o terceiro contra o sexto e o quarto contra o quinto. As quaro primeiras agremiações mandarão seus jogos, já nas semifinais e finais as partidas serão disputadas em Lages (SC) nos dias 18 e 19 de dezembro.

Tifanny

Após anunciar a contratação da ponteira/oposta Tifanny, primeira transexual brasileira a atuar no voleibol feminino, o Voôlei Bauru aguarda a definição dos trâmites burocráticos que se encerram até 60 minutos antes da partida, para colocar a atleta em quadra já na partida desse domingo contra o São Caetano.

Na ocasião, deverá ser apresentado antes da partida, o atestado médico, termo de cessão de direito de imagem, e careira de registro da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), passaporte ou carteira de identidade, para saber se a atleta poderá ou não, ser relacionada para a partida desse domingo. 

Reunindo condições de jogo, a atleta fica a disposição do técnico Fernando Bonatto, que avaliará as condições, para saber se utilizará ou não a jogadora no duelo decisivo diante do São Caetano.




Nenhum comentário:

Postar um comentário