n':

PUBLICIDADE

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Santa Cândida e Vitória protagonizaram duelo truncado e não saíram do zero no placar


Por Juliano Gomes
Atacante Negueba (bola) foi um dos jogadores que mais correram em campo
Foto: Juliano Gomes / Tá na rede Bauru

Duelo começou movimentado porém as chances de gol apareceram somente na segunda etapa de jogo, com destaque para os sistemas defensivos que fizeram papel importante.


Protagonizando um dos duelos mais truncados da rodada, Santa Cândida e Vitória se enfrentaram na partida de fundo do estádio Silvio de Magalhães Padilha, que teve a arbitragem de Milton Porto, auxiliado por Danilo Seabra e Edipo Vitor. 

Atual campeão, o Vitória ainda não apresentou o melhor do seu futebol que o consagrou campeão da temporada passada, porém dá sinais nítidos de que tanto no papel, como em campo a equipe tem totais condições de chegar entre os primeiros e credencia-se à conquista da atual temporada.

O Candão que é comandado pelo Aristeu Laureano não fica atrás e com a equipe sólida em campo, falta apenas alguns ajustes para credenciar de vez o tricolor do Santa Cândida na briga pela temporada de 2018 do futebol amador bauruense.

Primeiro tempo morno

Durante toda a primeira etapa de jogo, Candão e Vitória fizeram um confronto tranquilo, de poucas faltas, porém sem perigo de ataque, não dando trabalho aos goleiros que praticamente assistiram a partida.

Com o duelo morno em relação a lances de perigo, as equipes concentraram as jogadas no centro de campo e trocas de passes, alternando o controle de jogo já que o ataque x defesa favorecia os defensores.

Tutty salvador

O segundo período iniciou diferente e com mais presença no campo de ataque, ambas equipes criaram oportunidades ofensivas, começando pela cobrança de falta perigosa de Cristian pelo lado direito do campo de ataque que passou rente ao poste esquerdo do arqueiro Tutty, acertando a rede pelo lado de fora.

Goleiro Tutty do Santa Cândida fez a principal defesa da partida garantindo o empate
Foto: Juliano Gomes / Tá na rede Bauru

Com muito perigo o Vitória voltou a assustar em chute de longa distância com o atacante Rogerinho que disparou chute forte, acertando o travessão aos 5 minutos em batida venenosa assustando o goleiro do Candão.

Em resposta, o Santa Cândida chegou com perigo aos 17 minutos em cobrança de falta pelo lado esquerdo, batido por Charlles, que obrigou o goleiro André do Vitória a fazer defesa em dois tempos.

Com mais volume ofensivo o Vitória voltou a incomodar a defesa do Candão aos 20 minutos em lance perigoso, que a bola passou rente ao travessão e se perdeu pela linha de fundo. 

Com muito perigo, o Vitória ficou perto de abrir o placar aos 28 minutos com Amauri que finalizou rasteiro, rente a trave e viu o goleiro Tutty crescer no lance, fazendo defesa importante e salvando a equipe do Candão.

Mesmo com as substituições de ambos lados, o duelo seguiu parelho, sem lance de perigo chegando aos acréscimos inalterado, com o árbitro Milton Porto encerrando a partida da mesma forma que iniciou, com o placar zerado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário