n':

PUBLICIDADE

quinta-feira, 5 de julho de 2018

Gazzetta determina prioridade de governo ao projeto do novo ginásio

Redação TNRB
Clóvis Cavenaghi Pereira, Gunnar Troppmair, Rodrigo Mandaliti, Manoel Losila e Gazzetta
Foto: Marcelo Ferrazoli / Sesi Vôlei Bauru

Prefeito de Bauru promete agilidade na tramitação do projeto para que as obras possam se iniciar o mais rápido possível; chefe do Executivo também negocia com empresa área limítrofe ao Sesi Horto para ampliação de estacionamento da arena e instalação de um bosque e moradias de interesse social



O prefeito de Bauru, Clodoaldo Gazzetta, determinou como prioridade de governo a tramitação do projeto do novo ginásio poliesportivo que será construído na Escola Sesi Gerson Trevizani – Duda (Sesi Horto). A decisão do chefe do Executivo bauruense foi tomada em reunião na Prefeitura, na manhã desta quinta-feira, com a presença do diretor do Centro de Atividades do Sesi Bauru, Clóvis Cavenaghi Pereira, do diretor de Obras do Sesi/Senai-SP, Gunnar Troppmair, do diretor do Sesi Vôlei Bauru, Rodrigo Mandaliti, do vereador Manoel Losila, e do advogado Maurício Porto, procurador do município.

Com investimento previsto de R$ 15 milhões, o novo ginásio poliesportivo terá capacidade para 5 mil pessoas e será erguido em área de cerca de 6.500 metros quadrados tendo estrutura para receber jogos de vôlei, basquete, futsal e handebol e eventos. Também terá espaços para entrada de quatro ambulâncias e arquibancadas móveis.

No entanto, para que as obras possam se iniciar, antes é preciso que o projeto seja aprovado pela Prefeitura. “Nosso compromisso apresentado no início deste projeto foi de ter um ginásio pronto até dezembro de 2019 e estamos correndo atrás disso. Começamos agora a primeira etapa que é a aprovação dos projetos, que é a parte legal para na sequência termos a licitação para contratar os serviços de terraplanagem e as obras propriamente ditas. E elas só podem começar a partir do momento que tivermos a aprovação deste projeto na Prefeitura. Nosso objetivo hoje foi de entregar ao prefeito o projeto definitivo do que pretendemos construir e pedir agilidade da Prefeitura, respeitando também suas prioridades em todas as demais áreas, na aprovação deste projeto para que possamos, o mais rápido possível, iniciar as obras e fugindo, ou antecipando agora no inverno, os serviços que podem sofrer com o período de chuvas”, destacou o diretor de Obras do Sesi/Senai-SP, Gunnar Troppmair.

Troppmair também detalhou todo o cronograma previsto desde o início até a conclusão das obras. “Pretendemos iniciar o processo de licitação para a terraplanagem no final de julho e, não havendo nenhum problema com o processo licitatório, até o final de agosto esta licitação estar andando e em meados de setembro começar com os serviços de terraplanagem, que devem durar até metade de outubro ou novembro. E, dentro de mais 15 ou 20 dias, recebo os projetos executivos prontos e preparamos também o pacote de licitação da construção civil, que deverá se iniciar a partir do final de novembro, início de dezembro, durando aí posteriormente mais 12 meses”, informou o diretor.

Já o prefeito Clodoaldo Gazzetta prometeu celeridade na tramitação do projeto na Prefeitura. “Pedi agilidade à Secretaria de Planejamento com carimbo de prioridade de governo para tramitar isso muito rapidamente a fim de que as obras tenham início ainda este ano com a terraplanagem e, posteriormente, com a construção da arena”, enfatizou.

Gazzetta também informou estar em tratativas com a Companhia Paulista de Obras e Serviços (CPOS), dona de área de 158 mil metros quadrados limítrofe à unidade do Sesi Horto, visando anexar esta área ao município. A iniciativa visa utilizar o espaço para ampliar a área de estacionamento do futuro ginásio poliesportivos e instalar um bosque e moradias de interesse social. “Continuamos em negociação com a CPOS para que essa área possa ser anexada ao município e posteriormente contemplar tanto um bosque, a ampliação do estacionamento para o ginásio e uma outra área que será destinada para habitação de interesse social. É uma área importante para a cidade que vai contemplar um vazio urbano que temos hoje com projetos importantes nas esferas social e esportiva. Estamos tentando negociar um processo de parceria ou, de repente, até uma troca de áreas. Estamos em negociações com a CPOS para que mais tardar até o final do ano isso possa se concretizar”, analisou o chefe do Executivo.

Por fim, o diretor do Centro de Atividades do Sesi Bauru, Clóvis Cavenaghi Pereira, lembrou que, com a construção do novo ginásio, Bauru e região não ganharão apenas uma arena esportiva, mas também outra ferramenta educacional. “Esse ginásio, além de todo seu perfil arquitetônico, da modernidade e funcionalidade, ele é muito mais do que isso. Ele é um ginásio para servir. O Sesi não investe em obras faraônicas, e sim em ferramentas educacionais. E este ginásio é para isso. Pois quanto mais espaços tivermos, maior a probabilidade de termos a inclusão de serviços do Sesi-SP em Bauru e região. Pois são uma cidade e uma região que merecem, que têm carência de alguns serviços e, para nós do Sesi, iremos atender não só nosso público-alvo, mas também a comunidade bauruense e regional”, concluiu Pereira.

Fonte: Assessoria de Imprensa / Sesi Vôlei Bauru



Nenhum comentário:

Postar um comentário