n':

PUBLICIDADE

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Com Jaraguá eliminado, primeira divisão define os classificados às quartas de final

Redação TNRB
AC O. Verde ficou com os pontos da partida contra o Jaraguá e fechou na vice-liderança
Foto: Benedito de Siqueira / Divulgação

Alvi-celeste do bairro de mesmo nome foi eliminado após incidente na partida do feriado no clássico contra o Vila Nova.


Sete partidas completaram a sétima rodada da segunda fase da primeira divisão com destaque para a vitória do Complexo Mary Dota sobre o EC Vitória, que garantiu o rubro-negro na fase de quartas de final após bater o rival pelo placar de 2 a 1 na partida de fundo do estádio Nelson Reginato do Canto, no Jardim Redentor e chegou aos 11 pontos, o suficiente para ficar co a oitava vaga, enquanto o atual campeão permaneceu com 12 pontos, na quara colocação e havia confirmado a classificação na rodada passada.

Líder absoluto da segunda fase, o Independência encerrou com vitória sobre o Turini pelo placar de 3 a 0 e de forma invicta, alcançou os 19 pontos, deixando o adversário na quinta posição com 12 pontos somados.

Terceiro colocado e com a classificação assegurada na rodada passada, o União Atlético Gasparini se despediu da fase jogando as 8h10 no estádio José Carlos Galvão de Moura, diante de seus torcedores e conquistou vitória tranquila ao bater o RBul Bauru pelo placar de 3 a 1 deixando o Touro Loko da Sem Limites de fora da próxima fase.

Completam o G-8 as equipes do Vila Nova e Nacional que empataram em dois gols no duelo de fundo do estádio do Núcleo Gasparini. O Ouro Verde, que ficou com a vice-liderança da segunda fase venceu por uma zero o Jaraguá que foi eliminado devido ao incidente do feriado na rodada do feriado.

INVASÃO E ELIMINAÇÃO

De acordo com o comunicado enviado pela Liga Bauruense de Futebol Amador, a equipe do AC Jaraguá em virtude de invasão de campo e agressão ao árbitro Milton Porto, decidiu pela eliminação da equipe na temporada 2018 e o caso irá para a Comissão Disciplinar da entidade que julgará com base no relato do árbitro e da representante da partida Edna Nunes sobre o grau de punição da equipe. a razão que teria levado alguns membros da equipe a se alterarem seria sobre o tempo de jogo em que eles alegam ter  terminado com 35 minutos e não com os 45 como é cronometrado normalmente.

DECEPÇÃO E DESABAFO

O volante do AC Jaraguá conversou com nossa equipe sobre o fato ocorrido e se diz desanimado com os acontecimentos, tanto por parte da equipe e principalmente sobre a forma com que a entidade conduz a competição. "Futebol amador de Bauru é um esporte maravilhoso, cheio de vida e muito saudável. Mas infelizmente estão acabando com ele, estão desanimando quem gosta de futebol de verdade. Na minha opinião a organização tinha que ser mais justo tanto para um, como para outro. Infelizmente é assim, quando a bomba vai estourar, ela cai para as pessoas mais fracas e na verdade é que a gente não tem uma diretoria,  quem faz a corria somos nós jogadores. Se tivéssemos uma diretoria de ponta, jamais deixariam o clube de fora, lutariam pelo seu direito",  desabafou o jogador.


Nenhum comentário:

Postar um comentário