n':

PUBLICIDADE

sábado, 15 de setembro de 2018

Noroeste empata em casa e segue com chances de avançar

Redação TNRB
Mesmo com empate o Noroeste segue com chances de classificação à próxima fase
Foto: Bruno Freitas / ECN

Alvirrubro começou melhor e abriu o placar, mas sofreu apagão e levou dois gols em 6 minutos; time ainda teve força para sair de campo com remota chance de classificação


O Noroeste saiu de campo com um empate amargo após sair na frente em jogo contra a Inter de Limeira, na tarde deste sábado (15), no estádio Alfredo de Castilho, em sua penúltima rodada do grupo 2 da Copa Paulista. O Alvirrubro começou melhor, mandou no primeiro tempo e inaugurou o placar, com Neto, mas em 6 minutos da segunda etapa o time viu os visitantes fazerem dois gols relâmpagos, com Calixto e Wesley. Nos acréscimos, os noroestinos empataram em 2 a 2 e ambas as equipes evitaram possível eliminação antecipada. Tanto Noroeste quanto a Internacional de Limeira não saíram de campo satisfeitos com o empate, ambos alcançando 10 pontos. Os clubes contabilizam remotas chances de avançar à segunda fase, dependendo de uma série de combinações de resultados.

Para o Alvirrubro evitar eliminação semelhante a ocorrida em 2017, precisa vencer o Desportivo Brasil na quarta-feira, fora de casa, e torcer para que Ferroviária (1.º), XV de Piracicaba (2.º) e Red Bull Brasil (3.º) vençam os seus dois últimos jogos, sobrando assim, a quarta vaga para os bauruenses.

O JOGO

O Noroeste teve um de seus melhores inícios de jogos em casa pela Copa Paulista. Leve, com muita movimentação, posse de bola, aguerrido, com série de dribles executados por Leandro Oliveira, Gindre, Neto e Renatinho. E abriu o placar aos 21 minutos, após jogada pelo lado direito, de Oliveira, que deu passe para Neto tocar na saída do goleiro. A equipe manteve o confronto controlado, até que o goleiro nooestino Cairo executou duas defesas dificílimas, à queima roupa e no reflexo.

Gol de pênalti marcado pelo atacante Gindre, o segundo da equipe na partida
Foto: Bruno Freitas / ECN

Na volta do intervalo, mais uma ducha de água gelada. O time voltou desatento, contrapondo a orientação do treinador no vestiário, e levou dois gols em menos de 6 minutos, com Calixto e Wesley, ambos de contra-ataque. O Norusca teve que correr atrás do prejuízo e, após três gols perdidos, chegou ao empate aos 49 minutos, na cobrança de pênalti batida por Gindre, artilheiro da equipe com 4 gols.

"CHATEAÇÃO"

Um dos jogadores com mais partidas no atual elenco, o zagueiro Jean Pierre, comentou sobre o resultado na beira do gramado. "Começamos muito bem, mas tivemos desatenção total no início do segundo tempo, onde tomamos dois gols. A gente sai chateado de campo. Muito chateado. Pela partida que a gente fez. Tínhamos totais condições de vencer hoje. Infelizmente vacilamos", disse.

"APAGÃO"

O técnico Betão Alcântara, em coletiva de imprensa após a partida, disse que no intervalo do jogo, no vestiário, foi pedido para que todos mantivessem o nível de concentração elevado, jogando com segurança e sem dar possibilidade de gol para a Inter, principalmente nas bolas enfiadas pelo meia Mococa para os atacantes, mas o time acabou levando dois gols relâmpagos. "Sofremos um apagão que não tem como explicar. Uma coisa que não é corriqueira no futebol, mas acontece. O tive ficou abatido, mas logo na sequência eles se ligaram e entraram novamente no jogo, onde quase fizemos o segundo num contra-ataque com o Renatinho. Depois continuamos pressionando, tirei dois volantes (Maranhão e Ademir) e coloquei dois homens de frente, Giovanni e Hugo. Depois coloquei o Gabriel. O Hugo infelizmente teve uma lesão na virilha no primeiro lance e praticamente ficamos com um a menos em campo em metade do segundo tempo. Mas a equipe teve brio e dignidade de buscar o tempo todo. Tivemos duas chances de fazer o gol e no fim empatamos", detalhou o treinador noroestino. 

Fonte: EC Noroeste


Nenhum comentário:

Postar um comentário