Beija-Flor na final: "Queremos trazer o troféu pra comunidade e entrar pra história com o pentacampeonato"

Redação TNRB

EC Beija-Flor
Foto: Divulgação EC Beija-Flor

Recentemente vice-campeão da Copa SEMEL no ano de 2016, o Esporte Clube Beija-Flor volta à decisão da competição depois de dois anos e disposto a não deixar escapar o título de campeão como aconteceu frente ao Comercial.

Agora, nesta nova final. a equipe alvi-celeste reencontrará um adversário que traz muitas boas recordações: O Esporte Clube Redentor.

Tetracampeão do futebol amador bauruense, o Beija-Flor conquistou nada menos do que três dos seus títulos em cima do adversário: 2010, 2011 e 2012 (títulos da UEFAB - União Esportiva do Futebol Amador de Bauru, e as duas primeiras edições da Copa SEMEL).

De lá pra cá, o time jogou apenas a final de 2016 e não levanta a taça de campeão há cinco anos (jejum menor, porém, que seu adversário, que não vence há dezoito).

 


Mas apesar do retrospecto favorável, o histórico não entra em campo. E para ser campeão, o time vai ter que fazer nesta decisão o que não fez durante a competição: Superar o Redentor.

Na única vez em que se enfrentaram nesta temporada, o time do Jardim Redentor ganhou de forma segura com placar de 3 a 0. Agora, quis o destino que ambas as equipes se reencontrassem na grande decisão:

"Estamos totalmente concentrados pra buscar esse título. Estamos conversando diariamente com os jogadores, passando confiança a eles e tranquilidade para que entrem e estejam 100% em campo. Queremos trazer esse troféu pra comunidade e entrar pra história ao conquistar o pentacampeonato em sete participações nos últimos onze anos; além de também coroar o trabalho da diretoria que lutou bastante o ano inteiro", destacou Gui Manhani, um dos diretores da equipe.


EC Beija-Flor
Foto: Divulgação EC Beija-Flor

Ele também destaca a expectativa que têm vivido para essa partida e também do apoio que o time tem recebido não somente dos torcedores do bairro, mas também de outros vizinhos:

"A movimentação na comunidade está intensa. Desde ontem (sexta-feira), quase ninguém tem dormido por conta dessa ansiedade. Torcedores do bairro e também do Mary Dota, Silvestre, Santa Luzia, Bauru 2000, Chapadão e outros, têm aumentado o apoio dessa nossa família. Nesse sábado nós vamos nos concentrar na sede para fazermos a distribuição das pulseiras e movimentar ainda mais a nossa torcida."

Com elenco montado pra ser campeão, o Beija-Flor está a dois jogos de atingir o objetivo planejado no começo da temporada:

"O planejamento foi todo montado com o objetivo de conquistar esse título independentemente de quem fôssemos enfrentar. Mas creio que com foco e concentração, se Deus quiser, vamos conquistar o campeonato e coroar esse grande ano." concluiu.

No ano, o Beija-Flor teve campanha de 17 vitórias, 4 empates e apenas 3 derrotas em 24 jogos disputados com 49 gols marcados e 12 gols sofridos. 

A exemplo do Peba, eles também receberam duas mil pulseiras como forma de ingresso na partida de amanhã no Alfredão. O duelo de volta no entanto acontecerá no mesmo estádio no próximo domingo, 11/11, às 09:40.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.