PESQUISE

Ouro Verde busca reabilitação diante do Independência. Nacional e Vitória também duelam

Redação TNRB
Ouro Verde aposta na força coletiva para retomar o caminho das vitórias
Foto: Benedito de Siqueira / Divulgação

Único vencedor na rodada de abertura das semifinais, o EC Vitória segue focado na busca pelo bicampeonato da primeira divisão.


Nada melhor que uma vitória em um clássico para dar moral para o elenco. Assim foi com o atual campeão EC Vitória na rodada de abertura do quadrangular semifinal no fim de semana passado, quando bateu o AC Ouro Verde pelo placar de 2 a 0 e que agora terá a missão de passar pelo Nacional, que vem de um empate conta o Independência.

Para vencer o Galo, o arqueiro da equipe André garante foco total do grupo: "Quanto ao elenco, estamos todos focados no nosso objetivo querendo demais chegar à essa final. Estamos sem desfalques, o time vai completo, respeitando o adversário, mas sabendo da nossa capacidade de fazer um bom jogo no domingo e já sair com a classificação", comentou.



Pelo lado do Nacional, o presidente Júnior Prado reconheceu que a equipe não iniciou bem a temporada, mas que com os ajustes os resultados começaram a aparecer, os levando por consequência até às semifinais: "Acho que o balanço da temporada foi positivo, pois começamos muito mal. Tivemos que fazer várias mudanças no elenco dentro do campeonato por vários motivos, mas a  partir da segunda fase o time encaixou para que assim pudéssemos chegar entre os quatro em um campeonato tão equilibrado, e que por isso já pode ser considerado um bom resultado. Mas claro que queremos ir mais longe", declarou.

"Com relação a preparação da equipe não há muito o que fazer, a não ser incentivar e cobrar vontade, seriedade e comprometimento dos jogadores. Pregamos o respeito a todos os adversários, mas sabemos que podemos jogar em igualdade de condições contra todos eles", concluiu.

Nacional e Vitória se enfrentarão no estádio Silvio de Magalhães Padilha às 9h40.

Somente a vitória interessa ao Nacional na busca pela vaga na decisão
Foto: Benedito de Siqueira / Divulgação

Na outra partida, o Ouro Verde que vem de derrota no clássico precisa da vitória para seguir vivo na briga por uma das vagas na decisão. Mas a parada não será nada fácil, pois o  adversário será o Independência, melhor equipe da competição até o momento.

Para o técnico Roger, o time tem condições de conquistar a vitória pois acredita na capacidade do seu elenco e no bom momento que estão vivendo: "Sofremos altos e baixos no campeonato e nossa torcida nos apoia de forma incondicional. Com o passar dos jogos, fomos ganhando confiança e chegamos a passar um de 14 jogos sem derrota, aumentando o apreço de nossos torcedores", comentou.

"Classificamos em terceiro lugar, mas nessa reta final nós esperamos ser mais eficientes sendo aguerridos na busca do nosso objetivo que é chegar na final, mesmo sabendo que há três equipes fortes e que merecem nosso respeito" ponderou o comandante auri-verde.

Sem esconder o favoritismo do adversário, Roger salienta que a equipe quer ir mais longe na competição mesmo que ainda exista duas partidas dificílimas. "Perdemos o primeiro jogo para a boa equipe do Vitória e teremos dois jogos difíceis contra o Independência e o Nacional, mas sei também que todos aqui no Ouro Verde estão se sentindo vitoriosos, chegando dois anos seguidos na semifinal confirmando que o trabalho está sendo bem realizado. Porém, queremos algo a mais", finalizou o treinador. 

O Indepa por sua vez busca retomar o caminho da vitória depois do empate na abertura das semis. Agora precisa vencer para ficar em situação mais confortável rumo à final do campeonato.

Os dois times se enfrentarão às 9h40 no estádio Horácio Alves Cunha, no Jardim Bela Vista.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.