PESQUISE

Após 5ª colocação na Segundona, CAMD decide por licenciamento da LBFA



Elenco CAMD
Foto: Divulgação CA Mary Dota

Depois de realizar uma grande campanha na edição de 2018 da 2ª divisão da Liga Bauruense de Futebol Amador ao conquistar o 5º lugar da classificação geral, o Clube Atlético Mary Dota não seguirá com suas atividades no ano de 2019. O motivo? União de forças com o Complexo Mary Dota, equipe do mesmo bairro, e que disputará a 1ª divisão da mesma entidade.

De acordo com o diretor da equipe, Flávio da Silva, a intenção será de fortalecer o time conterrâneo no objetivo de conquistar o inédito título da competição.

"Nós somos daqui (do Mary Dota) onde já tem o time do Complexo, que são nossos amigos. Após conversas, eles nos pediram apoio no ano que vem. Nos reunimos e em princípio iríamos dar esse apoio a eles eles e também manter o CAMD na segundona. Mas diante das complicações e dificuldades em torno de todo esse trabalho simultâneo com as duas equipes, entendemos que esse não seria o nosso desejo e chegamos num acordo de nos ausentar da 2ª divisão de 2019 e assim juntar recursos para voltar em 2020, com um time igualmente forte e competitivo como foi esse ano", declarou o popular Barbinha.

Neste ano, o Mary Dota chegou até as disputas das quartas de final, quando numa partida frente ao Catadortmund, acabou perdendo pela contagem mínima e viu as suas chances de acesso e consequente briga pelo título findarem naquele 13 de outubro.

O acesso, porém, ainda era viável, uma vez que a Mulekadinha da Indepa, atual vice-campeã da Segundona, não disputa a 1ª divisão da LBFA por conta da presença do Independência naquela divisão. Com isso, um acesso a se garantir em detrimento dessa vaga, até chegou a ser ventilado pelos lados do CAMD.

Elenco CAMD 2018
Foto: Divulgação CA Mary Dota

"Nós fizemos um campeonato em que fomos além das nossas próprias expectativas. Percebemos que poderíamos ter ido até um pouco mais longe quado num jogo em que precisávamos apenas empatar, acabamos perdendo de 1 a 0 e fomos eliminados, ficando em 5º. Mas aí com essa questão da Mulekadinha, pensamos em brigar pela vaga e então disputar a Primeirona. Mas, como tocar futebol amador é bem complicado, especialmente quando colocamos recursos do próprio bolso, percebemos que teríamos muitas dificuldades em montar um time competitivo nessa divisão e achamos melhor juntar forças com o Complexo para não ser apenas "mais um" no campeonato e porventura fazer uma campanha ruim. Preferimos manter o legado de 2018 com a 5ª colocação e em 2020, quando voltarmos, voltaremos com uma equipe tão competitiva quanto essa ou até mais forte", completou.

O CAMD teve ao todo 28 jogos disputados em toda Segundona. O aproveitamento total foi 48,81% obtido através de 11 vitórias, 8 empates e 9 derrotas (48 gols pró e 35 gols contra - saldo positivo de 13 gols).

Fizeram parte da honrosa campanha da equipe, que fez apenas a sua segunda participação no futebol amador, jogadores como Fer Toronto, Hugo, Café e Dudu, Michel e Guloso (campeões da Segundona com o Complexo em 2013), além de Indião (meia, ex-São Francisco) e Toddynho, jogador que foi campeão com a equipe do Beija-Flor. Além dos atletas, o time, presidido por Antonio Claudemir dos Santos, contou com as orientações do técnico Joãozinho, do EC Redentor, na sua reta final de competição.


Partida beneficente

Para selar de forma positiva o ano de 2018, o CAMD realizará no próximo dia 15 (sábado)  juntamente das equipes do Nobuji e Complexo Mary Dota, uma partida beneficente denominada "Amigos da Zona Leste". O confronto, que envolverá os jogadores das três agremiações, acontecerá no estádio distrital Toninho Guerreiro, localizado exatamente no Núcleo Mary Dota. Para mais informações, acompanhe a página oficial da equipe no Facebook clicando aqui.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.