PESQUISE

Finais da Copa América encerraram o calendário do futebol em Bauru

Redação 
Sub-17 do EC Redentor salva o ano do cinquentenário da equipe com o título da Copa
Foto: Caroline / EC Redentor

Competição iniciada em setembro contou com a participação de diversas escolas de formação da cidade de Bauru, além da representação de Piratininga.

Em franca expansão no município bauruense, a Copa América finalizou no último sábado(01/12) a sua décima primeira edição com a participação de 32 equipes dividas em quatro categorias, que vão do Sub-11 ao Sub-17 e representadas por 11 agremiações.

Com maior número de representantes, a equipe do América foi à disputa nas quatro categorias, haja vista que o Monte Verde 1 enviou apenas uma categoria para a disputa. Sendo em todas ou apenas uma, as equipes participantes deram um verdadeiro show de competitividade e atraíram um bom público nas partidas que aconteceram nos distritais da cidade, através do apoio da Semel.

Participaram da competição: América FC, Corinthians, Arena Tóquio, Craques do Futuro, Piratininga, Hebinho/Propaf, Projeto Noroeste, Escola Furacão, Gererê, Monte Verde 1, EC Redentor e Stargol/Hebinho.

Campeões

Atletas do Craques do Futuro posam para foto com troféu de campeão
Foto: Craques do Futuro

As finais da Copa iniciaram no sábado(24/11), com a disputa do título na categoria sub-11. O Craques do Futuro, que vive grande momento na temporada em suas categorias, conquistou o tricampeonato ao vencer a equipe do Arena Tóquio A, nos pênaltis, por 5 a 4, depois do empate sem gols no tempo normal.

A artilharia da categoria ficou com Breno Grama, do América, que marcou cinco gols e o goleiro menos vazado foi Gustavo Ramos, da equipe campeã.

Na final do Sub-13, nova conquista do Craques, que coroou a brilhante campanha com o título de campeão ao vencer, na decisão de pênaltis, a equipe do Hebinho/Propaf por 1 a 0 no tempo normal.

Atleta do Noroestel, Braian foi o artilheiro da competição ao marcar 10 gols, enquanto Caetano Henrique, do Craques do Futuro, ficou com o troféu de goleiro menos vazado sofrendo apenas um gol ao longo da competição.

Hebinho/Propaf ficou com o título na categoria Sub-15 ao vencer o Stargol
Foto: Giovanni Souza / Divulgação
A disputa final na categoria Sub-15 acabou "ficando em casa", já que as equipes do Propaf e Stargol, são coordenadas pelo técnico Héberson Demétrio, o Hebinho. O Propaf, por sua vez, levou a melhor ao vencer pelo placar de 2 a 1, ficando com o título. 

A disputa pela artilharia terminou empatada em três atletas: Kevin Johnson (Noroestel), Gabriel da Silva (Hebinho/Propaf) e Kainan Pereira (Stargol/Hebinho), ambos com oito gols. Já o troféu de goleiro menos vazado ficou com Cristian Avelino, do Projeto Noroestel.

No Sub-17, o EC Redentor salvou o ano do cinquentenário ao bater o Noroestel, na decisão, pelo placar de 2 a 0 e ficar com o bicampeonato consecutivo da Copa. A equipe principal buscava como objetivo na temporada a conquista da Copa Semel e ficou com o vice.

Redentor e Noroestel fizeram duelo de alto nível na decisão do Sub-17
Foto: Amanda Rossy / Noroestel

Artilheiro da competição, Kenedy Cauã, do EC Redentor, balançou as redes por sete vezes e José Carlos, arqueiro do Peba, foi o menos vazado do campeonato sofrendo apenas dois gols.

Disputa pelo 3º lugar

Com intuito de reconhecer o desempenho das equipes e em comum acordo com a organização da competição, foram realizadas, no sábado (24/11), após a final do sub-11, as disputas pelo terceiro lugar.

No Sub-11, a equipe do Arena Tóquio venceu o América e ficou com o terceiro lugar da competição, enquanto o sub-13 e sub-15 do Noroestel, ficaram com a posição após vencerem o Arena Tóquio/Ponto da Bola e América, respectivamente. Já o sub-17, por motivos de indisciplina no decorrer da competição, não teve a disputa, porém por questão de critério, o Hebinho/Propaf ficou com a terceira posição e, o Gererê, com o quarto lugar.

Atratividade

Se para as escolinhas, as competições desse porte são importantes, a intenção de participação se estende às equipes de tradição, como o EC Noroeste, que foi representado pelo Projeto Noroestel, fruto de uma parceria do clube centenário com a empresa Tel Telecomunicações. Outra agremiação de grande porte na cidade, o EC Redentor, que nesse ano completou o cinquentenário de sua fundação, enviou representante em duas categorias, aumentando, assim, o nível técnico do campeonato.

Amizade acima de tudo

O futebol é feito de muito contato físico, jogadas mais ríspidas, desentendimentos que, por vezes, vão além das emoções, tornando-se agressões. Mas acima de tudo, o futebol é cercado de grandes amizades, que podem ser passageiras ou até mesmo perdurar por toda a vida.

Vitor (4) e Gustavo (à direita) trocam cumprimentos após a partida vencida pelo Peba
Foto: Amanda Rossy / Noroestel

Após o confronto do Sub-17 entre EC Redentor e Projeto Noroestel, onde o Peba conquistou o bicampeonato, o exemplo de profissionalismo e amizade foi marcado com gestos de companheirismo que devem ser seguidos, para que o futebol não perca sua essência. 

Balanço da competição

Membro da organização do campeonato, Daniel Nunes fez um balanço da competição que foi tido como positivo segundo ele, já que as coisas aconteceram conforme o esperado e, apesar da eliminação da equipe de Piratininga, não atrapalharam o andamento do campeonato. "Após 9 rodadas e 32 equipes dividas em quatro categorias, a Copa América se encerra com um balanço muito positivo pois, além de uma excelente média de gols, tivemos poucas expulsões. Contamos com alguns árbitros experientes da Liga Bauruense de Futebol Amador", comenta.

"Mesmo com a eliminação da equipe de Piratininga, não prejudicou os trabalhos e tão pouco afetou os resultados, pois a maioria das equipes já foi se classificando no decorrer da competição", frisou Daniel.

Além do balanço da competição, o membro da organização aproveitou para fazer alguns agradecimentos que contribuíram para o sucesso da competição. "Agradeço à Prefeitura, que nos cedeu os estádios, todos eles em boas condições. Agradeço também o apoio para que essa competição fosse o sucesso que foi. A festa de sábado (01/12), com todos os pais apoiando à beira do gramado, acompanhando as premiações, enfim, a linda festa que fizeram", concluiu.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.