Parceiro

Sesi Bauru vence o Sesc-RJ e buscará classificação inédita fora de casa


Redação
Gabi Cândido só não fez chover dentro do ginásio Panela de Pressão
Foto: Marcelo Ferrazoli / Sesi Vôlei Bauru

Em noite iluminada, Sesi Vôlei Bauru derrota o Sesc-RJ e abre vantagem no playoff de quartas de final da Superliga 2018/2019 e buscará vaga inédita nas semi jogando na casa da adversária.

Todos sabiam que seria difícil enfrentar a equipe do técnico Bernardinho, e de fato foi, mas a noite era mesmo da equipe bauruense que venceu e convenceu, empurrada pelo grito incessante da torcida vindo das arquibancadas do ginásio Panela de Pressão.

Alguns nomes se sobressaíram no duelo como Gabi Cândido que foi gigante no duelo, Tifanny que foi a maior pontuadora, Fabíola que dispensa comentários e vive grande momento na carreira com a camisa do time de Bauru, além de Diouf, Valquíria, Andressa... Sim, o time todo se destacou no duelo que marcou a abertura das quartas de final.

Agora, a equipe terá, ao menos duas partidas, para vencer uma e chegar de forma inédita nas semifinais, e se de fato isso acontecer no próximo dia 22 ou mesmo em caso de terceiro confronto, no dia 26, as comandadas de Anderson Rodrigues terão o cruzamento com o vencedor entre Praia Clube e Fluminense que estão no mesmo chaveamento da equipe de Bauru. Independente do adversário, o foce mesmo é no próximo desafio, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, as 21h30.

O jogo

O Sesi Vôlei Bauru iniciou o jogo com a seguinte formação: Fabíola, Tifanny, Gabi Candido, Valentina Diouf, Andressa Picussa, Valquiria e Tássia. O primeiro set foi bastante equilibrado até o 8/8, quando o Sesc RJ abre vantagem de quatro pontos no 12/8. Mas o Sesi Vôlei Bauru reage e reduz para um ponto no 17/16 e Bernardinho para o jogo. O Sesi Vôlei Bauru vira para 18/17 e Bernardinho volta a pedir tempo. O jogo segue ponto a ponto e, após o Sesi Vôlei Bauru abrir dois pontos de vantagem no 22/20 e permitir ao Sesc RJ empatar em 22/22, Anderson Rodrigues para o jogo. Com ataque de Valentina e ace de Tifanny, o Sesi Vôlei Bauru chega ao set point no 24/22 e fecha em 25/23 com Andressa.

A ponteira Tiffany sobrou em quadra e foi a a maior pontuadora no duelo
Foto: Marcelo Ferrazoli / Sesi Vôlei Bauru

No segundo set o Sesc RJ foi melhor desde o início e dominou as ações apostando em saque eficiente e em boa defesa. Desta forma, abriu frente de quatro pontos e sustentou a vantagem até o Sesi Vôlei Bauru empatar em 18/18 e Bernardinho pedir tempo. Mas, o Sesi Vôlei Bauru não foi bem na reta final da parcial, voltando a errar, especialmente na recepção, e o Sesc RJ aproveita e amplia a vantagem para quatro pontos no 22/18, ganhando tranquilidade para fechar a parcial em 25/20.

No terceiro set o Sesi Vôlei Bauru melhora consideravelmente seu desempenho e se impõe desde o início na parcial abrindo seis pontos de vantagem no 15/9. Consistente na defesa e eficiente no ataque, o Sesi Vôlei Bauru amplia a frente para sete pontos no 18/11 e Bernardinho pede tempo. O Sesi Vôlei Bauru mantém o ritmo e fecha a parcial em 25/17 com bloqueio de Andressa e Valquiria sobre Pena.

O quarto set também começa com o Sesi Vôlei Bauru se impondo e abrindo seis pontos de frente no 10/4, mas o Sesc RJ reage e diminui a diferença para apenas dois pontos no 17/15 e Anderson Rodrigues pede tempo. O duelo seguiu bastante parelho e com o Sesi Vôlei Bauru conseguindo manter-se à frente e sustentar a vantagem até fechar a parcial em 25/23 e o jogo em 3 a 1.

Destaques da partida

Como maior pontuadora no duelo, a ponteira Tifanny anotou 20 tentos e embora tenha tido esse destaque, o troféu Viva Vôlei de melhor da partida ficou com a também ponteira Gabi Cândido que em noite iluminada, distribuiu pancadas e marcou 16 pontos, além da excelente atuação na defesa, ajudando a equipe a conquistar esse importantíssimo triunfo.

As jogadoras do Sesi Bauru vibraram muito com o triunfo sobre as cariocas
Foto: Marcelo Ferrazoli / Sesi Vôlei Bauru

Outros números da partida, a central Andressa Picussa marcou 13 pontos, a oposta italiana Valentia Diouf contribuiu com 11 pontos e a central Valquíria pontuou 7 vezes.

Ao final da partida, o treinador bauruense ressaltou a importância da vitória mas alertou para o duelo da volta. "Jogamos bem e conseguimos ser consistentes, mas foi apenas a primeira batalha e não tem nada ganho. É hora de manter os pés no chão e seguir trabalhando", ponderou o treinador.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.