Parceiro

Ressaca FC desiste da competição e Copa Semel terá quinze equipes

Redação
Argentino do Ressaca e Juninho do Comercial disputam jogada pelo alto
Foto: Arquivo / Tá na rede Bauru

Alvirrubro da Vila Giunta pediu dispensa do campeonato após aparecer em tabela de jogos e alega baixo aporte financeiro para temporada.


Fazer futebol não é fácil, ainda mais para equipes amadoras que vivem de ajudas para conseguirem colocar suas equipes em campo. No caso do Ressaca FC, tradicional equipe bauruense, os custos vão além, já que o clube sustenta não só a equipe que disputa o futebol amador da Copa Semel, sustenta também as categorias menores, que participam de competições como as Copas Big Boys e América, no futebol de campo, além das competições no futsal, como a Copa Wilson Maceri, organizada pela Liga Bauruense de Futebol de Salão (LBFS).

Em 2019, somente os meninos das categorias menores estarão em atividade, cujo esses, estão participando de campeonato regional pela Liga de Marília. No futebol amador, a diretoria chegou a confirmar participação onde o nome da equipe apareceu na tabela de jogos, porém o comunicado veio posterior a divulgação.

agora, com 15 equipes, a Copa Semel terá sempre uma equipe folgando na rodada e, nessa primeira, marcada para o próximo domingo, o Laranjeiras FC que seria adversário do Ressaca não estreará oficialmente na temporada.

Estádio inutilizados

O assuste que se estende desde o ano passado é sobre a "reforma" dos estádios distritais e o do municipal Edmundo Coube, que ainda seguem fechados passando por supostas melhorias, que nunca são notadas, a não ser a pintura de arquibancadas e pode da grama no local de jogo. Nota-se que ao longo do ano, os estádio passam despercebidos pelo poder público, que aparece apenas nas finais dos campeonatos, por questões políticas.

Vestiários sem energia elétrica, água, descargas quebradas, lixo, enfim, é esse cenário hostil que muitas das vezes é encontrado nas praças esportivas de Bauru. Sem contar as cabines usadas pela organização e pela imprensa que também não possui condições mínimas de trabalho como bancos ou cadeiras.

Por hora, o estádio Luiz Edmundo Coube no Jardim Araruna e o Nelson Reginato do Canto, no Jardim Redentor seguem inutilizados. Em contrapartida, o estádio Waldemar de Brito foi liberado para as competições do futebol amador.

Corrida pelo título

Atual campeão sobre o Redentor em dezembro passado, o EC Beija-Flor manteve a base que conquistou o pentacampeonato e vem como um dos favoritos nessa temporada, em um campeonato que não reserva protagonismo e promete muita emoção em todas as rodadas.

Sistema de disputa

Na primeira fase as equipes se enfrentarão em catorze rodadas, classificando os oito melhores, que serão distribuídos em dois grupos de quatro equipes onde as equipes de um grupo enfrentarão as do outro, totalizando quatro partidas, que garantirão aos quatro melhores no cômputo geral das fases, a classificação para as semifinais, ondes os confrontos serão em cruzamento olímpico (1º x 4 e 2º x 3º) no sistema de ida e volta, classificando os dois melhores que farão a decisão pelo título de campeão.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.