Parceiro

Zagueiro revelado pelo Noroeste será vitrine na Ponte Preta

Redação
Zagueiro revelado pelo alvirrubro está integrado na Macaca Campineira
Foto: Bruno Freitas / ECN

Zagueiro foi destaque na base do sub-17 do clube, ainda com 15 para 16 anos, e seguirá, na Macaca de Campinas, o mesmo caminho de visibilidade que outros companheiros da equipe de 2018 estão tendo no Santos


O Noroeste voltou a fazer parceria de vitrine, desta vez para time da Série B do Brasileirão. O  zagueiro José Vittor, 17 anos, 1,87m de altura e ainda em fase de crescimento, que vinha treinando com o time profissional, foi encaminhado pela base do Norusca para ser vitrine na Ponte Preta. Ele irá disputar por lá o Campeonato Paulista sub-17 deste ano, o Brasileirinho e a Taça BH, além de ter a possibilidade de renovação para o sub-20 da Macaca para o ano que vem.

A prática de parceria de vitrine tem sido comum no Alvirrubro e tem gerado os primeiros resultados. Em 2017 o meia Léo Santos trocou uma ida ao Japão para fazer parte do Ituano. Hoje ele é sub-20 por lá, na gestão de Juninho Paulista, que viu o garoto num amistoso com o projeto social Noroestel. Ainda em 2017, o zagueiro Foguinho foi para o Palmeiras e o atacante Johny para o Internacional (RS). Ambos, na época com 17 anos. Hoje eles seguem suas carreiras em outras equipes, sem as parcerias renovadas.

Depois, em março de 2018, foi a vez do Noroeste vender Rael e Rafinha ao sub-20 do Corinthians, após uma parceria de vitrine com Ferroviária e Avaí, respectivamente, graças também ao apoio de empresários e alguns patrocinadores, como a Tel Telecomunicações, parceira que teve início em 2014.

José Vittor em treino do Norusca e após partida na Ponte Preta
Foto: Bruno Freitas / ECN

Mais recentemente, em novembro de 2018, Desta vez, numa parceria inédita com o Santos, o Noroeste encaminhou quatro atletas que foram destaques no Campeonato Paulista deste ano, um do sub-17 e três do sub-15. Todos os jogadores comandados pelo coordenador da base Luciano Sato, que assumiu as categorias em janeiro deste ano. Seguem no Santos o lateral-direito Gustavo Moreira, 18 anos, natural de Santa Cruz do Rio Pardo (SP), o meia-atacante Sidnei Neto, 16 anos, nascido em Novo Horizonte (SP), e os zagueiros Samuel Santos, 16 anos, natural de Belo Horizonte (MG), e João Pedro Silva, 15 anos, natural de Macatuba (SP).

VENDA FUTURA

Em caso de venda futura, destes jogadores, o Noroeste terá direito a 30% do valor, pela revelação, e os 70% ficam com o clube utilizado na vitrine, em campeonatos nacionais e que também custeiam alojamento, estudos e alimentação.

José Vittor de Lucca, é natural de São Paulo, no Bairro Granja Julieta, mas morou os últimos anos em Bauru. "Quem me trouxe para o Noroeste foi o Luciano Sato. Ele já havia me visto jogando o Paulista Sub-15 pelo XV de Jaú e um amigo que temos em comum, o Renan Montier, fez o contato entre nós, e nesse meio tempo fui selecionado para jogar por três anos no Japão, mas optei por ficar no Noroeste para disputar o Campeonato Paulista sub-17", conta o zagueiro.

Filho do Elcio de Lucca e de Isabella de Macedo Fagundes, José Vittor foi titular em todos os jogos do Norusquinha no Paulista sub-17 de 2018. Ele vinha treinando recentemente com o profissional. "Tive a oportunidade de trabalhar com pessoas especiais, desde o roupeiro "10zinho" ao técnico Alex Garcia, com quem eu aprendi muito além da convivência com todos do time. No meu ponto de vista, o Campeonato Paulista é muito importante, pois reúne as melhores categorias de base e um nível de jogo altíssimo em todas as partidas", disse o garoto.

José Vittor também falou sobre a experiência de treinar com o profissional do Noroeste, com Richarlyson e companhia. "Minha experiência no profissional foi a melhor possível. Desde o dia em que cheguei para meu primeiro treino, fui muito bem acolhido por todos, desde o extracampo, coordenação com o Deda e Caio Tuler, que sempre me deram uma força enorme, o roupeiro Neno que sempre trocava conversa comigo, a famosa resenha de vestiário, a galera do Departamento Médico, Cezão Prando e Jeová Rodrigues, que me trataram quando machuquei e sempre me apoiavam em todas as situações. Agradeço também aos nutricionistas Fábio e Kátia que sempre estavam ali com a suplementação, até o pessoal de campo, os preparadores físicos Rogério e Guilherme, que sempre estavam me motivando para querer sempre mais nos treinos físicos. E o técnico Betão Alcântara, que me acolheu desde o ano passado, sempre me dando um baita apoio e me corrigindo para que eu melhorasse cada vez mais, juntamente com seu auxiliar Bira, que trabalhou comigo na base e sempre foi fundamental para o meu bem-estar dentro do clube", detalha o jogador noroestino, agora integrante na parceria com a Ponte Preta.

"Aqui na Ponte vou me dedicar integralmente para ser o melhor possível e acredito que vou ter muitas oportunidades, e estou muito feliz por isso", finaliza José Vittor.

Fonte: EC Noroeste


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.