Projetos de lei propõem atletas trans a competirem na modalidade de seu sexo original


Dep. Julio Cesar Ribeiro (à esq), Tifanny Abreu (centro)
e dep. Sóstenes Cavalcante (à dir)

Na última terça-feira (07/05) o deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) protocolou na Câmara dos Deputados projeto de lei (PL 2639/2019) cuja ementa "estabelece o sexo biológico como critério exclusivo para a definição do gênero em competições esportivas oficiais no Brasil."

Em outras palavras: se o projeto passar no Congresso, atletas como a jogadora do Sesi Vôlei Bauru, Tifanny Abreu, que nasceu homem e, hoje, após tratamento, disputa a Superliga feminina, será obrigada a competir no masculino, por exemplo.

De acordo com O Globo, o democrata teria tomado tal decisão após ter assistido uma partida da equipe bauruense em que a atleta teria se destacado.

Antes dele, o também deputado federal Julio Cesar Ribeiro (PRB-DF) também havia protocolado, em 30/04, outra PL com o mesmo propósito (PL 2596/2019).

Ambos os projetos de lei estão sob aguardo do despacho do Presidente da casa, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Para ler a íntegra da PL do dep. Sóstenes Cavalcante, clique aqui, e a de Julio Cesar, aqui.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.