Parceiro

ABDA mostra evolução no Brasil Open de Polo Aquático


Atletas jovens jogaram na categoria adulta, com feminino em 4º lugar e masculino em 7º;
Letícia Belório foi escolhida para Seleção do Campeonato
Foto: Thiago Silva/Polo Aquático Brasil

A Associação Bauruense de Desportes Aquáticos (ABDA) participou entre os dias 12 e 16 de junho do Brasil Open de Polo Aquático, um dos torneios mais fortes do ano da modalidade, realizado no Parque Aquático Júlio Delamare, no Rio de Janeiro.

A piscina olímpica onde foram disputados os jogos foi recentemente reinaugurada após total recuperação realizada pela ABDA em parceira com a Secretaria de Esportes do Rio de Janeiro e SUDERJ para manter uma unidade do Projeto Futuro no local.

O time feminino da ABDA ficou em 4º lugar na classificação geral da competição
Foto: Thiago Silva/Polo Aquático Brasil

Os times feminino e masculino da ABDA mostraram grande evolução durante o torneio. Atletas, em sua maioria bastante jovens, jogaram com garra e determinação. O resultado foi a classificação final do time feminino em 4º lugar e o masculino na 7ª colocação. A atleta da ABDA Letícia Belório foi um dos destaques do torneio, sendo escolhida para compor a Seleção do Campeonato.

“Nosso time é composto na maioria por atletas sub-19 e mesmo assim fizemos uma boa participação no campeonato adulto. Importante apontar a evolução das meninas durante a competição”, ressaltou Emerson Martins, técnico da equipe feminina da ABDA.

A vitória da equipe feminina, na sexta-feira (14/6), por 12 a 11 contra o Flamengo, foi muito comemorada pelas atletas da ABDA, assim como o empate em 7 a 7, no mesmo dia, contra o Paineiras.

Lance da vitória da ABDA sobre o Paineiras por 11 a 9 na disputa pelo 7º lugar
Foto: Thiago Silva/Polo Aquático Brasil

O time masculino também mostrou evolução ao longo dos jogos, com os atletas jovens disputando de igual para igual com os mais velhos. A vitória veio no domingo (16/6) contra o Paineiras por 11 a 9, na disputa pelo 7º lugar.

Attila Sudar, técnico da equipe masculina da ABDA, analisou a competição como uma grande oportunidade de crescimento para os jogadores e vislumbra um futuro promissor para todos, com foco nos treinos. “A equipe recebeu reforço de dois jogadores húngaros, mas nos primeiros jogos ainda havia dificuldade de entrosamento. Conforme o time foi caminhando na competição, foi melhorando e a evolução ficou evidente. É importante lembrar que o time da ABDA tem jogadores muito jovens, até de 16 anos, jogando numa categoria adulta”, explicou Attila Sudar.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.