Parceiro

Goleiro da A3, Cairo renova contrato por mais uma temporada com Noroeste


Arqueiro noroestino vai para sua terceira temporada na cidade Bauru
Foto: Bruno Freitas / EC Noroeste

Jogador foi o camisa 1 do time nas duas últimas competições que o Norusca disputou e resgatou a tradição de bons goleiros que defenderam a equipe no último século


Um dos jogadores tidos como unanimidade entre os torcedores do Noroeste, o goleiro Cairo Marangoni, 34 anos, 1,88m altura, tricampeão da Série A3 e camisa 1 nas duas últimas competições que o Norusca disputou, acertou renovação de contrato com time de Bauru nesta sexta-feira (7). Ele se reapresenta na segunda (10). Cairo reforça o clube não só na Copa Paulista, mas, também, já é o primeiro contratado para a Série A3 de 2020.

Pelo Noroeste, somando a Copa Paulista de 2018 e a Série A3 de 2019, Cairo defendeu o clube em 29 partidas. Antes de chegar em Bauru, Cairo havia sido campeão da A3 de 2018 pelo Atibaia. O atleta têm histórico vitorioso. Já somou três títulos estaduais na carreira, pelo Atibaia (2018), na Matonense (2013) e no Votuporanguense (2012). Ao todo foram cinco acessos.

O jogador começou no futebol na base do Guarani, em 1999, no sub-12. Foi profissionalizado no Bugre de Campinas e defendeu a equipe até 2005, onde jogou pela equipe em campeonatos brasileiros e paulistas. Na Ponte Preta, em 2006, defendeu a Macaca no Série A do Brasileiro e na Elite do Paulistão. Adquiriu experiência internacional no ano seguinte, quando foi jogar no Japão, pelo Requios Okinawa FC. Em 2009 voltou ao Brasil para defender o Juventus da Mooca, na Série A2. Em 2010 defendeu o extinto Pão de Açúcar (hoje Audax), também na A2. Em 2011 defendeu o XV de Jaú na Série A3. Em 2012 jogou a Série B do Paulista pelo Votuporanguense e foi coroado com o título.

Na sequência da carreira, defendendo a Matonense, ele conquistou em 2013 (campeão) e 2014 os acessos da Série B e da Série A3, respectivamente. Depois retornou à Votuporanguense e defendeu o clube entre 2014 e 2016, tanto na Série A3 quanto na A2. Jogou ainda no Mirassol, na A2 de 2016, antes de fazer parte do Atibaia e conquistar título em 2018.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.