Parceiro

Sesi Vôlei Bauru vence Osasco por 3 a 1 e vai direto para a semifinal

Triunfo levou a equipe bauruense direto para as semifinais do Estadual
Foto: Priscila Nóbrega / Sesi Vôlei Bauru


O Sesi Vôlei Bauru conquistou, nesta quarta-feira, sua sexta vitória consecutiva no Campeonato Paulista 2019 ao bater o Osasco por 3 a 1, com parciais de 25/20, 25/19, 23/25, e 25/18, no Ginásio Panela de Pressão.

Com essa vitória, o Sesi Vôlei Bauru não precisará disputar as quartas de final, indo diretamente para a semifinal, no dia 29 de outubro, enfrentando o vencedor do confronto entre São Paulo/Barueri x São Caetano.  

A classificação atualizada está assim: 1) Sesi Vôlei Bauru, 18 pontos; 2) Audax Osasco, 13; 3) E.C. Pinheiros, 12; 4) São Paulo F.C./Barueri, 8; 5) São Cristóvão Saúde/São Caetano, 6; 6) Vôlei Valinhos, 5; 7) São José, 1.

O jogo

O Sesi Vôlei Bauru iniciou o duelo contra o Osasco com a seguinte formação: Polina, Tifanny, Glayce, Dani Lins, Tássia, Lara e Andressa. Osasco começa na frente com três pontos de vantagem. Com Glayce no saque, Bauru se recuperou e deixou o placar 4/4. Sesi Vôlei Bauru criou fôlego, ultrapassando no placar ficando dois pontos de vantagem, deixando 9/7. O jogo seguiu acirrado, e Bauru seguiu na frente, 14/13. Anderson Rodrigues pediu tempo. No retorno, Osasco passa na frente e fica com dois pontos de vantagem, deixando 16/18. O time da casa se recupera novamente e fica na frente. Sarah estreia na quadra e faz o saque que marcou o ponto 24, e Polina finaliza no corte, fechando o primeiro set em 25/20.

Empurrado pelo Ginásio Panela de Pressão lotado, o Sesi Vôlei Bauru começa o segundo set com foco e determinação, deixando seis pontos de vantagem, deixando 11/5. O técnico do Osasco, Luizomar de Moura, pediu tempo. No recomeço, Bauru se manteve na frente, fazendo 14/6. Osasco ensaia uma recuperação e chega mais perto do time da casa, deixando o placar 17/10. Anderson Rodrigues pede tempo. No retorno
à quadra, Sesi Vôlei Bauru abre oito pontos de vantagem, deixando o placar em 20/12. O time visitante tentou correr atrás mais uma vez, porém, Bauru conseguiu fechar o segundo set com 25/19.

O terceiro set começa com Osasco na frente, fazendo 2/5, e Anderson Rodrigues pede tempo. No retorno à quadra, o time visitante permanece na frente, fazendo 6/9. Em bom ritmo, Osasco faz 7/15 e obriga Anderson Rodrigues pedir tempo novamente. No recomeço, Sesi Vôlei Bauru cometeu alguns erros que fizeram com que o time visitante ficasse à frente por onze pontos de vantagem, fazendo 7/18. A distância na vantagem permanece com onze pontos, fazendo 10/21. Sesi Vôlei Bauru ensaia uma recuperação deixando o placar 14/21, o que fez com que Luizomar de Moura solicitasse tempo. No retorno, Bauru se recuperou e chegou no placar 20/24.

Confronto marcou a estreia da ponteira americana Sarah
Foto: Priscila Nóbrega / Sesi Vôlei Bauru

O quarto set começou com Sesi Vôlei Bauru na frente com quatro pontos de vantagem, deixando o placar 4/0 e obrigando Luizomar pedir tempo. No recomeço, Bauru permaneceu na frente, aumentando sua vantagem para seis, ficando 8/2. Com o placar 11/6, Osasco começa a se recuperar e diminui a vantagem, deixando o placar 13/11, obrigando Anderson a pedir tempo. No recomeço, Bauru se mantém na frente por cinco pontos de vantagem. Com o placar 17/12, Luizomar pede tempo. No retorno à quadra, Bauru faz 20/12. Sesi Vôlei Bauru finalizou o set com 25/18.

As maiores pontuadoras do Sesi Vôlei Bauru no duelo foram Polina com 25, Tifanny com 20, Andressa e Gabi Candido com 8, Lara com 7, e Glayce com 6.

O Sesi Vôlei Bauru derrota seu maior adversário no campeonato. “O Osasco era um desafio maior e soubemos entender isso. Tivemos uma boa concentração e trouxemos esse resultado. Vamos seguir na garra e com foco no bicampeonato”, ressalta Anderson Rodrigues, técnico da equipe.  

Anderson está feliz com o resultado e vai dar quatro dias de folga para as atletas voltarem com foco total na semifinal. “Tivemos uma vitória importante e vamos ter um merecido descanso de quatro dias. Desde quando começou o Paulista, tivemos pouco tempo de intervalo. Sempre treinando e jogando. Mesmo que algumas partidas não tivesse tanta exigência, mas existe um desgaste das meninas e vamos descansar para voltar com as baterias recarregadas”, complementa.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.