Parceiro

Violência rouba a cena na final da Liga Bauruense de Futebol Amador

Violência tomou conta da primeira partida da final da 1ª divisão da LBFA
Foto: Reprodução / Internet


Cenas lamentáveis marcaram a partida de ida da final da primeira divisão da Liga Bauruense de Futebol Amador no duelo entre Independência e Complexo Mary Dota que apenas iniciou no estádio Alfredo de Castilho na manhã desse domingo, às 10h com arbitragem de Ricardo Fabris Fontes, auxiliado por Élcio Floriano e Rogério Pereira, sob observação de Edna Silvestre como representante da partida.

Depois de longas provocações e insultos nas redes sociais por parte da torcida de ambas equipes, o duelo até iniciou como o esperado, com as equipes jogando futebol sob expectativa de bom espetáculo aos que compareceram no estádio para prestigiar o evento.

Depois de um lance de ataque do Indepa logo no minuto inicial, o Complexo respondeu em contra-ataque que gerou escanteio para o rubro-negro da Zona Leste. Na cobrança, Alisson percebeu a oportunidade e bateu fechado, fazendo gol olímpico aos 3 minutos.

Após o gol, os ânimos afloraram depois de um lance dentro da área do Complexo envolvendo o lateral Wagninho que já passou pela equipe do Independência, a briga generalizada começou  e os jogadores de ambas equipes trocaram socos e chutes, sendo um dos principais alvos, o meia Alisson que ficou caído no meio dos jogadores do Independência que o agrediram no chão com chutes.

Após apartado parcialmente, a briga que começou próximo a linha de fundo do gol voltado para a rua Benedito eleutério, se estendeu para o centro do gramado, onde novamente os jogadores de ambas equipes tornaram a trocar agressões.

O resultado da briga, foi a expulsão de jogadores das equipes sendo, Messias, João Balada, Amauri e Rato, além do técnico Osmar e do auxiliar Rincon, pelo lado do Independência e Alisson, Wagninho e Luan pela equipe do Complexo.

Após paralisação de mais de quarenta minutos, a partida retomou com o cronômetro marcando dez minutos de bola rolando, o Independência  chegou a ameaçar a meta de Robinho em chute de longa distância do atacante Rolam que havia acabado de entrar. 

O contra-golpe do Complexo foi mortal aos 22 minutos, após DH receber passe na lateral direita no campo de ataque, descer em velocidade e servir João Mendonça com qualidade para o camisa sete finalizar na saída de Yuri, aumentando o marcador.

A vitória só não mais ampla, porque aos 25 minutos, DH desperdiçou cobrança de pênalti defendido pelo experiente goleiro Yuri. Na sequência, as 27 minutos a partida foi encerrada após Paulão, do Indepa cometer falta dura na lateral do campo de defesa sobre João Mendonça e receber o cartão vermelho. Devido ao número insuficiente de jogadores em campo pelo lado do Independência, o árbitro Ricardo Fontes que passou a ser alvo dos demais jogadores da equipe da Zona Oeste, encerrou o confronto.

Para o próximo domingo, o Complexo poderá empatar para ficar com o título inédito da primeira divisão, já que venceu o confronto de ida. Ao Independência, somente a vitória interessa para levar a decisão para as penalidades e em caso de vitória, conquistar o pentacampeonato.

2 comentários:

  1. Vegonhosa liga Bauru vergonhosa tem que ter punições mais sérias cumpri regras isso revoltante vergonha

    ResponderExcluir
  2. Vegonhosa liga Bauru vergonhosa tem que ter punições mais sérias cumpri regras isso revoltante vergonha

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.